10 curiosidades que não sabes sobre a tua vagina

10 curiosidades que não sabes sobre a tua vagina

Apesar de (muito) mais metade da população mundial ter uma, a verdade é que a vagina continua a ser é uma parte do corpo tabu em muitos locais do mundo. E até mesmo onde ela é mais aceite, muitas pessoas (homens e mulheres) ainda se sentem desconfortáveis para conversar sobre o assunto. Pasme-se, até mesmo com os médicos.

Mas, como tudo na vida, quanto mais informação, melhor, e este caso não é excepção, muito pelo contrário. Com alguns factos concretos sobre a vagina, saberás em concreto o que é o quê.

Pensando nisso, que existem mulheres que sabem poucas coisas sobre este orgão feminino, elaboramos este artigo com algumas curiosidades que todas as mulheres devem saber sobre a vagina, e temos a certeza que vão adorar.

Então, caras leitoras (e leitores, claro), vamos ver os 10 factos que muito provavelmente ainda não sabes sobre a tua vagina:

1. Vários tipos de orgasmo

A vagina pode experimentar diferentes tipos de orgasmo, como clitoriano, vaginal, combinado e múltiplos. O primeiro é quando a mulher atinge o orgasmo sem penetração, apenas com a estimulação do clitóris. A segunda ocorre com a penetração, combinando o clitoriano e vaginal ao mesmo tempo e, finalmente, quando são experimentados vários orgasmos consecutivos.

2. Tem diferentes formas e tamanhos.

Não existem pénis pequenos, grandes, médios, finos, grossos? Então é claro que as vaginas – e as vulvas – também não são todas iguais. Não existe um “modelo concreto” de vagina, mas mesmo assim a cirurgia plástica íntima já é uma realidade. Embora nalguns casos ela seja realizada por questões médicas e não por pura estética.

3. Ficar sentada durante muito tempo faz mal à vagina

Além de causar dor nas costas, tensão nos ombros e caimbras nas pernas, ficar sentada por longos períodos faz a temperatura da virilha aumentar, o que deixa as bactérias nocivas muito felizes. Especialmente quando as mulheres usam calças justas, a humidificação natural da vagina, junto da fricção nas calcinhas e nas calças, criam um terreno fértil para infecções.

É aconselhável dar a uma das partes mais sensíveis do corpo feminino espaço e ar fresco, além de a lavar regularmente.

4. Usar sabonetes íntimos

Sabonetes anti bacterianos, duche íntima, e outros sabonetes abrasivos são totalmente desnecessários para esta parte do corpo. As pessoas que os utilizam arriscam-se a destruir as bactérias benéficas quem mantêm a vagina livre do excesso de leveduras e outros infecções fúngicas.

A vagina “auto limpa-se” muito bem com as suas secreções naturais e precisa apenas do sabonete normal e água durante o banho ou após o acto sexual.

10 curiosidades que não sabes sobre a tua vagina

5. Calcinhas de algodão são a melhor amiga da vagina

Calcinhas de renda e pequenas podem ser muito sensuais, mas são, normalmente, feitas de tecidos sintéticos que não deixam o corpo respirar tão bem quanto o algodão, ficando frequentemente muito colados à pele, oferecendo às bactérias do anus um caminho rápido até à vagina.

Considera usar lingerie erótica apenas em momentos especiais. aparte esses momentos, calcinhas confortáveis de algodão são melhores e mais saudáveis para manter a região fresca e seca.

6. A vagina de uma mulher terá o cheiro do que ela comeu por último

A alimentação afecta o cheiro da vagina: portanto, se a mulher tem um encontro importante ou se está ansiosa para o acto sexual, é melhor ter cuidado com determinados alimentos (como por exemplo o alho e a cebola

Por outro lado, o cheiro agradável de frutas e vegetais frescos combinados com muita água vai deixar o ter parceiro louco por mais! Quem diria que fazer dieta ajudaria também noutras coisas?

7. A vagina é muito flexível

A vagina e o útero têm a incrível capacidade de se expandirem durante o desenvolvimento fetal e no parto. A elasticidade da vagina permite-a alargar-se várias vezes para além do tamanho do seu diâmetro normal quando o bebé sai do útero, mas essa flexibilidade é uma via única, já que a entrada é muito estreita.

Este é um dos motivos pelo que deves dobrar o teu copo menstrual para o inserir adequadamente. Uma vez lá dentro, ele expande-se facilmente para o tamanho correcto.

10 curiosidades que não sabes sobre a tua vagina

8. O teu clitóris também tem erecção

Não é exactamente como a dos homens que, quando estão excitados, o pénis duplica o tamanho. Mas a mulher quando está no seu ponto máximo de excitação pode perceber – ou colocar a mão dele lá para sentir – o clitóris maior. A variação de tamanho, no entanto, depende de mulher para mulher.

9. A vagina tem mais terminações nervosas do que o pénis

Muito mais! Apesar de ser menor, na maioria dos casos, ela tem 8.000 terminações nervosas, em contraste com o pénis, que tem, em média, 4.000!

Não apenas isso. Quando o clitóris é estimulado, ele pode atingir até 15.000 terminações nervosas. Não te esqueças: os nervos são basicamente a maneira que o nosso cérebro se comunica com o corpo, então, quando mais terminações nervosas, mais “inteligente” é determinada área do corpo.

10 – O fortalecimento da tua vagina pode melhorar o orgasmo

As contracções vaginais podem ajudar a fortalecer os músculos da área pélvica, o que pode ajudar na ejaculação durante o orgasmo. Num estudo, a Whipple fez uma comparação da área pélvica de algumas mulheres, e as mulheres com músculos pélvicos mais fortes eram mais propensas a ejacular. O fortalecimento da vagina pode aumentar as respostas sexuais e ajudar as mulheres a experimentar ejaculações femininas.

E pronto; agora que já sabem estas curiosidades sobre a vagina, deixem o vosso comentário!

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados