A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água

Um protesto pacifico para combater o aquecimento global

There’s must be something in the water” já entoava Lewis Capaldi, no refrão do seu Bruises, tema aliás que podia fazer parte da banda sonora do artigo de hoje.

A água é um dos quatro elementos da natureza, que tem como principal componente o oxigénio, a par do fogo, ar e terra.

A origem da água encontra-se intrinsecamente ligada à formação do sistema solar, sendo na sua caracterização, marcada pela fluidez, porque muda com frequência assim como as emoções humanas.

O impacto da atividade desenfreada do Homem, tem repercutido de forma negativa no clima e na temperatura da terra, pelo que os efeitos a longo prazo se refletem numa série de agravantes ambientais, cada vez mais difíceis de resolver.

A indústria da moda mantém um posicionamento bastante forte em relação às questões da atualidade, nomeadamente no que toca ao aquecimento global e aos seus inúmeros problemas, um deles, a subida do nível da água do mar.

Segundo um dos relatórios mais recentes emitidos pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), se até 2100 nada for feito para combater esta agravante, o aumento do nível do mar pode atingir até um metro de altura.

Prova disso é que a nossa costa portuguesa corre um sério risco de vir a ser afetada, já que a “subida do mar vai se espelhar em cerca de 30 centímetros em 2050”, conforme indicam as conclusões de um estudo feito.

Uma das principais vantagens da voz ativa é precisamente poder usá-la em prol de algo verdadeiramente importante e necessário, daí os próprios designers e envolvidos na indústria têxtil, manifestarem as suas preocupações face a um planeta que grita por ajuda.

Não é de hoje que algumas marcas de renome e eventos de moda, incorporam a água como pano de fundo para desfiles temáticos e com uma mensagem clara o suficiente para trazer como reflexão os comportamentos que contribuem para o apocalipse ambiental.

A marca espanhola, Balenciaga sabe-o como ninguém e através de um protesto pacifico e muito bem pontuado, reuniu a junção de dois aspetos importantes, o entretenimento e a consciencialização.

Paris Fashion Week – O desfile

Embora tenha sido há dois meses atrás, a Paris Fashion Week foi literalmente inundada por água durante o desfile da Balenciaga, que inovou pelo impacto visual extremamente forte e apelativo sobre as mudanças climáticas.

Mais do que apenas apresentar uma nova coleção de roupas, a mensagem foi bastante elucidativa e esclarecedora sobre como toda a ação gera uma reação, pela qual o ambiente paga um preço muito alto.

A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água
O desfile impactante da marca durante o Paris Fashion Week

A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água

A fascinante arte de desfilar sobre a água

Paris Fashion Week/ Balenciaga – A estética:

O significado oculto das histórias das peças da coleção, também impressionou, visto que foi tudo pensado e pré-concebido ao máximo pormenor.

A marca apostou numa estética bastante eclética, com uma variedade de estilos, desde vestidos florais até produções mais dramáticas e monocromáticas com as ombreiras como peça statement.

O desfile teve no seu início, uma atmosfera pesada e marcada pela apresentação de vários total black looks e atingiu o seu ponto auge com o eclispe solar, a ilustrar o momento.

Imagens: divulgação A fascinante arte de desfilar sobre a água . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.