Acredites ou não estar solteiro está na moda

Acredites ou não estar solteiro está na moda

Acredites ou não estar solteiro está na moda

A sensação de liberdade, a facilidade de conhecer pessoas e poder viver sem preocupações é o mais valorizado

“Estar solteiro está na moda”, conforme revelado por 53% dos entrevistados por Pollfish que disseram que prefeririam permanecer solteiros para estar num relacionamento. Os motivos? O sentimento de liberdade (41,25%), a facilidade de conhecer pessoas (29,50%) e poder viver sem preocupações (29,25%).

É que viver as experiências da vida já não são coisas para um casal. Os dados assim o confirmam: 82% dos entrevistados já participaram apenas num evento ao vivo, desportivo ou musical, em comparação com apenas 18% que ainda não se atreveram a fazê-lo. Os eventos favoritos dos solteiros são: concertos (27,13%), jogos de futebol (24,09%), teatro (15,85%) e festivais (14,02%).

Acredites ou não estar solteiro está na moda

Ser capaz de aproveitar plenamente o evento e prestar-lhe mais atenção é o principal motivo para os fãs que optam por ir sozinhos, conforme o mostra 49,39% dos participantes. Outros fazem-no para conhecer pessoas novas (45,43%), ter uma “história” engraçada (22,87%) ou cantar as músicas a pleno pulmão cheio, sem medo de serem julgados (11,89%).

Quem ainda não se atreve, mas está a pensar, concorda em fazê-lo para conhecer novas pessoas (36,99%), mas também para chegar e sair quando quiserem (21,14%), deixando a sua zona de conforto (18,29%), poder escolher o artista ou o concerto (17,89%) ou libertar-se da dificuldade de organizar o grupo de amigos (5,69%).

Mesmo assim, ainda há razões que continuam a a manter muitos com um pé atrás na altura de ir a um evento ao vivo: não ser possível compartilhar a experiência com os amigos (52,75%), ter que explicar aos outros o porquê de ir sozinho (29%), os olhos das pessoas e o que elas podem pensar (12%) ou não com quem tirar uma fotografia (6,25%).

Imagens: divulgação Acredites ou não estar solteiro está na moda . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados