Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!

Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!

Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!

Com a febre actual por usar retinol, AHA, BHA, vitamina C…Podemos estar a abusar de todos esses ingredientes “mágicos” e a prejudicar a nossa pele em vez de a ajudar. Dizemos-te o que não deves misturar na tua rotina de beleza em qualquer circunstância.

Temos que o reconhecer. As rotinas de beleza estão a ficar fora do controle. O sucesso de marcas como The Ordinary que, em vez de formulações complexas a preços exorbitantes, oferecem produtos “transparentes” à base de um ingrediente estrela a um preço acessível, juntamente com rotinas como a coreana que aplica milhares de coisas para conseguir uma pele porcelana, fez com que todas nós procurássemos aquele tratamento mágico que deixa a nossa pele como a de um bebé.

Cada vez que um novo ingrediente milagroso surge, todas nos interrogamos com a mesma coisa: como faço para para o incluir no meu? Bem, pode não haver espaço para mais nada. E, por outro lado, podes nem precisar dele e não só estás a desperdiçar dinheiro, mas podes ainda danificar a tua pele.

E é melhor ter uma rotina mais minimalista que incorpore o que realmente precisamos. em vez de colocarmos um pouco de tudo. Estes são alguns dos “mixes” que mais se falam nas redes.

MISTURAS IMPOSSÍVEIS: QUE INGREDIENTES NÃO SE USAM JUNTOS
Retinol e AHA

Retinol é o elemento estrela nas rotinas de beleza anti-envelhecimento e acne. Aumenta a produção de colágeno, ácido hialurônico e elastina na pele. É um regenerador celular muito poderoso, mas pode causar irritação na pele. Por isso, combiná-lo com alfa-hidroxiácidos como o glicólico, que é um esfoliante químico que também altera a barreira da pele, pode ser demais e causar irritação excessiva. Isso não significa que não possam ser usados juntos, na verdade muitos dermatologistas recomendam para tratamentos anti-acne, mas como não és uma especialista, usa-o somente sob supervisão médica.

Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!
Retinol e BHA.

Embora sejam de natureza diferente dos AHAs, os beta-hidroxiácidos, como o ácido salicílico, ainda têm poder esfoliante e também não devem ser misturados com retinol. Se usas retinol para tratar acne e a tua pele já se adaptou ao seu uso, mantendo sob controle a irritação que pode causar, consulta um dermatologista para poder utilizá-lo com ácido salicílico, pois este, por ser um ácido lipossolúvel, penetra melhor na pele. barreira lipídica da pele e ajuda muito na eliminação de espinhas e pontos negros.

Vitamina C e ácidos de qualquer tipo.

A vitamina C é uma parte essencial das rotinas de beleza porque é um antioxidante muito poderoso. Podes usá-lo em conjunto com AHA ou BHA? Depende do tipo de vitamina C e do próprio ácido. Se usares vitamina C pura – ácido ascórbico -, formulada em pH baixo, junto com ácidos na forma líquida ou sérica – que também possuem um pH dessas características -, a combinação pode ser eficaz. O problema surge quando os ácidos têm uma formulação cremosa que, então, tende a ter um pH mais neutro e pode reduzir a eficácia da vitamina C.

Vitamina C e Niacinamida.

Esta é uma mistura também incompatível devido a problemas de pH e que pode fazer com que o efeito de ambos seja muito menor. É verdade que a sua interacção pode fazer com que a Niacinamida se transforme em Niacina, causando vermelhidão, mas é uma reacção muito rara. Se o aplicares com meia hora de intervalo entre os dois produtos e no formato líquido, poderás usá-los ao mesmo tempo.

Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!
Peróxido de benzoíla e vitamina C.

Mais do mesmo. O peróxido de benzoíla está geralmente presente em tratamentos para o acne, mas se o usares em conjunto com a vitamina C estarás a cancelar a sua acção, causando a sua oxidação. A solução é usar vitamina C durante o dia junto com protector solar e peróxido à noite.

Retinol e Vitamina C.

São dois activos poderosos no combate aos sinais de envelhecimento, acne, textura da pele…Podemos usá-los juntos? Não é aconselhável, pois ambos trabalham em pH diferentes e as suas propriedades podem ser alteradas se os colocarmos continuamente. É melhor usar vitamina C pela manhã, que também nos ajudará a reforçar nossa protecção contra os raios solares, e retinol à noite, porque pode ser fotossensibilizante. Se quiseres usá-los juntos, podes fazê-lo adquirindo um produto que tenha os dois na sua formulação, pois neste caso terão utilizado fórmulas compatíveis dos dois ingredientes.

Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado!
Retinol ou vitamina C com esfoliantes físicos

Muitas de nós relutamos em usar esfoliantes químicos porque os consideramos muito agressivos, mas esfregamos vigorosamente um esfoliante granulado feito com um grão de damasco inofensivo, por exemplo, na nossa pele.

Erro! Se a concentração do ácido for baixa, entre 2 e 5% no caso de um glicólico, um esfoliante químico será mais suave para a nossa pele do que um mecânico. Às vezes, quando nos estamos a adaptar ao retinol, podem surgir descamações que associamos a células mortas, quando na realidade têm mais a ver com a secura da pele. Aplicar um esfoliante físico apenas agravará o problema.

Por fim, o que deves misturar com tudo é protector solar. Se desejas que esses poderosos ingredientes activos melhorem a tua pele, deves protegê-la do sol com protectores FPS +50, mesmo que não saias de casa!

Basta a luz que entra pelas janelas ou com a luz azul do teu telemóvel ou ecrã do computador,  a tua pele pode produzir manchas que vão anular o efeito que desejas alcançar com a tua rotina de super beleza. Lembra-te que o protector perde energia em aproximadamente 4 a 6 horas, portanto, não te esqueça de replicar o produto.

Imagens: divulgação Activos incompatíveis em rotinas de beleza: cuidado! . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.