Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Embora as suas características estejam longe da perfeição das suas outras companheiras de profissão, ela está a ser escolhida por todas as marcas.

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

MODELOS – No seu rosto, não há equilíbrio, sem fazer falta. Os olhos, nariz e boca de Amber Witcomb, à primeira vista, não têm nada a ver com a perfeição que se supõe aos modelos. Ou melhor, que foi assumido, porque os tempos mudaram e pouco ou nada permanece daquela exigência canónica de 90-60-90, cabelo loiro e face angelical e de porcelana que triunfava nas passarelas.

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Os manequins, agora, tem que ter um “algo especial” que não tem nada a ver com esse cânone estético, mas sim com a atitude. E atitude, Amber Witcomb tem de sobra. De rosto sempre sério e certamente altivo, este modelo de beleza cubista e elegante conseguiu enamorar a Zara e tornar-se numa das estrelas das suas campanhas. Se o gigante da moda agora defende modelos reais de mulheres, com ela acertou.

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Mas a fama de Witcomb espalhou-se por todo o “fashion business” até se converter nesse rosto que todos querem ter nas suas campanhas. Esta canadiana com medidas fenomenais e pele esbranquiçada esteve nas campanhas das marcas mais poderosas internacionalmente. Dior, Céline ou Cos contaram com ela como imagem para as suas colecções. Alexander Wang, Oscar de la Renta ou Tory Burch fizeram isso na passarela para a próxima Primavera.

Assim é Amber Witcomb, a estranha beleza que cativou a moda

Mas o semblante sério e a pose distante de Amber devem-se a “ossos” do ofício. Na sua conta do Instagram, mostra o seu outro eu. Um rosto doce e sorridente no qual podemos apreciar a sua beleza autêntica (certamente camaleónica). E é que, se em 2016 se falava dela como um dos modelos a ter em conta, 2017 confirmou isso mesmo como uma das imprescindíveis da indústria da moda.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados