As estratégias que seguem as marcas de luxo no e-commerce

As estratégias que seguem as marcas de luxo no e-commerce

O comércio de produtos de alto valor agregado movimenta anualmente 205.61 biliões de euros em todo o mundo, trazendo requinte, exclusividade e diferença para um público nada modesto: mais de 330 milhões de consumidores. Estes dados são da consultoria Bain & Company e revelam que o mercado de luxo não passa por crises. Ele está cada vez mais forte e procura ampliar ainda mais o seu campo de actuação através do e-commerce.

Contudo, mesmo para um mercado tão maduro quanto o de alto luxo, existem alguns desafios a serem superados ao entrar uma nova realidade, a internet. No artigo de hoje você vamos analisar os principais desafios do e-commerce do mercado de luxo.

Vejamos:

O que é mercado de luxo?

mercado de luxo é dirigido para clientes que apreciam as grandes marcas, a exclusividade e o destaque proporcionados por produtos únicos, muitas vezes criados sob medida para dar notoriedade e gerar status social. Entre as marcas de luxo de maior renome, encontramos Louis Vuitton, Trousseau, Ralph Lauren, Volvo, BMW, Salvatore Ferragamo, Dior, Prada, entre outras, que detêm um portfólio bastante selecto de clientes. Os produtos comercializados no mercado de luxo variam desde moda e acessórios até automóveis e embarcações, ou seja, produtos para todos os perfis de consumidores exigentes.

O e-commerce é para o mercado de luxo?

Se num primeiro momento as grandes marcas mostravam um  certo receio em atrelar as suas marcas ao e-commerce, a experiência de algumas delas mostrou que o mercado de luxo tem muito a crescer adoptando as vendas pela internet. É facto que o glamour das boutiques de luxo não pode ser reproduzido na íntegra num e-commerce, mas com os investimentos certos em tecnologia e atendimento de excelência é possível ampliar as vendas e alcançar um número cada vez maior de clientes que sentem na comodidade de não precisar de sair de casa um diferencial a mais. Vejamos, abaixo, alguns dos diferenciais do e-commerce do mercado de luxo:

Interacção com o cliente no ambiente virtual

Chama a atenção o modo como os clientes são tratados nas boutiques de luxo. Com vendedores exclusivos que actuam como consultores de moda, beleza e até mesmo de tecnologia, como manter esse mesmo padrão de atendimento numa plataforma e-commerce? A interacção é de suma importância. Perante isso,, é preciso construir plataformas intuitivas e de fácil navegabilidade, assim como investir em conteúdo especializado para educar os clientes sobre os produtos e em canais de interação como chats, mensagens instantâneas, SAC 2.0 e call centers especializados é o melhor caminho para manter o alto padrão de atendimento desse mercado.

Experiência única de compra

O status que a compra de produtos de alto valor agregado proporciona para os consumidores eleva a autoestima, dá destaque social e cria uma experiência única do cliente com a marca, o que não acontece no e-commerce tradicional. Para promover essa experiência no ambiente virtual, o mercado de luxo tem que investir cada vez mais em alta tecnologia, em plataformas de pagamento altamente seguras e transparentes, processos logísticos impecáveis e entregas surpreendentes, visando não só fazer a passagem do produto para o cliente, mas surpreendê-lo, encantá-lo e conquistá-lo a cada minuto.

Os desafios do e-commerce de luxo não param por aqui, isso é certo. A cada dia mais e mais consumidores entram neste “nicho” e procuram experiências diferenciadas com cada marca, o que exige profissionais bem capacitados tanto na linha de frente quanto por trás de toda a operação que envolve este clima de atracção do cliente.

E então, a sua empresa faz parte do mercado de luxo? Que tipo de valor você entrega para os seus clientes? É possível replicá-lo no e-commerce?

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.