Baixam as exportações de calçado nacional

2017 foi um ano recorde para a exportação de calçado

Torna-se na primeira baixa desde 2009. As exportações nacionais de sapatos foram de 509 milhões de euros no primeiro trimestre, menos 5% do que no período homólogo.

Portugal exportou 24,9 milhões de pares de sapatos de Janeiro a Março, contra os 24,3 milhões no mesmo período de 2017, mas fê-lo a um preço médio mais baixo: 20,32 euros contra 22 euros no ano passado, segundo notícia do portal “Dinheiro Vivo”.

Por mercados, França, Alemanha e Holanda caíram, respectivamente, 6,1%, 6,9% e 5,5%. A descida em Espanha foi de 0,9%, mas à custa de uma redução no preço médio: o país vizinho comprou mais 1,67 milhões de pares de sapatos portugueses (mais 42,4% do que em 2017), mas pagou menos 3,82 euros em cada par, para 8,73 euros por par.

O Reino Unido foi o único dos maiores cinco destinos das exportações de calçado a crescer, em volume e em valor, cerca de 1%, e a pagar acima da média por par: 21,80 euros.

“Vivemos um momento de reajuste, em especial no sector do retalho, muito fustigado com três temporadas atípicas do ponto de vista climatérico e com o advento do comércio online. Esse mau momento do sector retalhista, mais cedo ou mais tarde, sentir-se-ia no sector industrial”, afirmou, em declarações àquele portal, o porta-voz da Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS).

Os Estados Unidos, o maior importador mundial de calçado, são o mercado de aposta estratégica em 2018 para a APICCAPS. A entidade tem em curso várias iniciativas promocionais. O objectivo é duplicar as exportações para os EUA até 2020, atingindo os 160 milhões de euros.

Fonte: Portugal Logistics
Imagens: divulgação




Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.