Bella Hadid: nem tudo o que reluz é ouro numa passarela

Bella Hadid: nem tudo o que reluz é ouro numa passarela

Bella Hadid: nem tudo o que reluz é ouro numa passarela

MODELOS – Na passarela, tudo parece glamour e brilho, muito brilho..No entanto, Bella Hadid quis compartilhar com o mundo que a realidade por trás dos holofotes nem sempre corresponde à imagem oferecida. A modelo, durante a sua participação num festival de moda, revelou como isso afectou a sua saúde mental para ser bem-sucedida como modelo por ser tão jovem.

“Houve um tempo em que eu não queria falar sobre o assunto, mas passei por muita coisa nos últimos anos no que diz respeito à minha saúde”, começou Hadid, de acordo com o WWD. Ao qual acrescentou que se sente culpada por “poder levar uma vida incrível”, ter as oportunidades que tem e “ainda assim se sentir deprimida”. Uma situação que descreve como sem sentido.

Bella Hadid: nem tudo o que reluz é ouro numa passarela

A modelo, que se estreou desfilando para a Desigual na New York Fashion Week em 2014, alguns meses antes do seu 18º aniversário, reconheceu que passou por um momento particularmente difícil naquela época.

“Chorava todas as manhãs. Chorava no intervalo do almoço, chorava antes de dormir…Fiquei emocionalmente instável. Era uma rapariga de 18 anos a trabalhar 14 horas por dia durante quatro meses seguidos. Acho que só queria respirar um pouco. Isso levou-me a entrar numa espiral”.

Além disso, por mais que nos possa surpreender depois de a ter visto como uma deusa na passarela em inúmeras ocasiões, Bella garantiu que não se sentiu “sexy” desfilando até o fazer para Savage X Fenty.

A importância de ser modelo

Apesar de não falar directamente sobre Victoria’s Secret, Hadid comparou o desfile de outras empresas de lingerie com o de Fenty e disse que não se sentiu da forma impressionante que demonstrava até aquele momento:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por 🦋 (@bellahadid) a

“Quando desfilei pela Fenty pela primeira vez, trabalhava na passarela de outras empresas de lingerie. No entanto, nunca me senti poderosa em roupa interior como o fiz aí”. Rihanna, por outro lado, também recebeu elogios da modelo por a ter incentivado a andar da forma que queria, algo que lhe deu confiança para se sentir segura.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por 🦋 (@bellahadid) a

“Há momentos em que ficamos nervosos ou nos esquecemos como as pernas se mexem”, falando também sobre os efeitos da pressão do seu trabalho e, embora muitas pessoas no mundo desejassem ser uma Bella Hadid, também confessou que há momentos em que não gosta de ser ela.

Imagens: divulgação Bella Hadid: nem tudo o que reluz é ouro numa passarela . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados