Bruce Jenner assume sexualidade na capa da Vanity Fair

Bruce Jenner assume sexualidade na capa da Vanity Fair

Aos 65 anos, Bruce Jenner, antigo atleta olímpico, assume-se pela primeira vez como mulher na capa da edição de Julho da revista “Vanity Fair”, sendo que para “aquecer” o tema anuncia na capa o seu novo nome.  Bem estampado, “Call me Caitlyn” – chamem-me Caitlyn.

Buzz Bissinger, contribuidor oficial da revista e autor da série de livros “Friday Night Lights”, teve acesso exclusivo ao mundo de Jenner e da sua família, acompanhando toda a tensão que envolveu esta  primeira aparição como mulher.

“Call me Caitlyn”
“Call me Caitlyn”

Este acontecimento está a agitar o mundo inteiro não deixando ninguém indiferente. O próprio presidente dos Estados Unidos,  Barack Obama, teceu comentários elogiando a coragem do ex-atleta ao assumir sua mudança de sexo. ”É preciso coragem para partilhar a sua história”, escreveu Obama. Em seguida, o presidente norte-americano encorajou os seguidores LGBT assumirem também a sexualidade dizendo que “A sua história marca a diferença na luta pelos direitos LGBT”

Barack Obama, teceu comentários elogiando a coragem do ex-atleta
Barack Obama, teceu comentários elogiando a coragem do ex-atleta

Mas não ficou por aqui. Depois das imagens em exclusivo para a revista, Caitlyn Jenner (ex-Bruce Jenner)  conseguiu alcançar o número  de1 milhão de seguidores no Twitter em menos de quatro horas, batendo o recorde  que até então pertencia a Barack Obama.Recorde-se que o presidente dos Estados Unidos chegou à mesma quantidade de seguidores em cinco horas.

Jenner comemorou obviamente a sua identidade, comentando na sua conta do Twitter que “Estou muito feliz por estar a viver o meu  verdadeiro eu. Bem-vindos ao mundo de Caitlyn. Mal posso esperar para me conhecerem!”.

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.