Celebridades provam que não há ideal no “red carpet”

Celebridades provam que não há ideal no “red carpet”

Celebridades provam que não há ideal no "red carpet"

Existem, isso sim,são muitas maneiras de parecer extravagante.

Depois do que pareceu ser um primeiro mês extraordinariamente longo de 2019, finalmente chegamos a Fevereiro: o mês de amor, tempestades de neve e, para qualquer um que trabalhe na indústria da moda, muitos e muitos desfiles.

Mas isso não significa que Janeiro tenha sido desprovido de bons momentos na moda. Muito pelo contrário, as celebridades encontraram todos os tipos de desculpas para se engalfinharem, desde estreias de filmes, a festivais de cinema e festas repletas de celebridades.

Ao longo do caminho, algumas das nossas principais celebridades favoritas demonstraram que não há uma maneira certa para se vestirem no tapete vermelho. Estrelas como Sophia Bush, Kelly Rowland, Nicole Kidman e Laura Harrier usaram fatos dramáticos em tons ricos como ouro e sangue-vivo.

Já noutro campo, Lupita Nyong’o, America Ferrera, Kate Bosworth e Dua Lipa optaram por vestidos tradicionalmente mais “femme”, embora a gama exibida – do timbre pastel de Bosworth, Jason Wu ao vestido Giorgio Armani de Dua Lipa – provasse que os próprios vestidos oferecem bastante variedade.

Esta é a mais pura das verdades: quando as celebridades aparecem no tapete vermelho de cerimónias como a dos Óscares, já não são vistas como seres humanos comuns, e sim como deusas.

Vê a galeria que te preparamos abaixo, com as nossas celebridades favoritas do mês de Janeiro.

Imagens: divulgação Celebridades provam que não há ideal no “red carpet” . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar