Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

ESTILISTAS – O designer de alta costura Christian Dior, considerado um dos génios da moda do século XX, é lembrado 62 anos depois da sua morte como um dos criadores que impuseram um toque de elegância na maneira como as mulheres se vestem e cujo legado continua. em vigor.

O génio da agulha que criou roupas muito femininas e elegantes, saias com folhos, cintura apertada e ombros arredondados, nasceu em Granville, França, a 21 de Janeiro de 1905, no seio de uma família burguesa.

Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

Por insistência dos seus pais, estudou a carreira de Ciências Políticas e Música, mas abandonou-as porque percebeu que essa não era a sua vocação. Dedicou-se a viajar e o seu gosto pela estética levou-o a dirigir mais tarde uma galeria em Paris.

A morte dos seus pais no final dos anos 20 e início dos anos 30 conduziu-o a uma situação económica difícil, a tal ponto que teve que vender a galeria. Em 1935, ele começou a ganhar a vida a vender jornais com desenhos de moda.

O arranque para uma carreira

Isto contribuiu para que em 1938 fosse trabalhar com o designer Robert Piguet; quatro anos depois, colaborou com Lucien Lelong, até que em 1946 Marcel Boussac, “O Rei do Algodão”, o apoiou para abrir a sua própria casa de costura.

Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

Em 12 de Fevereiro de 1947, Dior, então com 42 anos, apresentou a sua primeira colecção chamada “Corolle”, nos corredores do número 30 da Avenue Montaigne. Em todo o mundo, era conhecido como “New Look” (Nova Imagem), causando grande impacto, pois deu vida a roupas femininas com saias de grandes folhos, cintura apertada e ombros arredondados, depois do cinza que deixou a Segunda Guerra Mundial. O luxo regressara a alguns guarda-roupas.

Segundo os seus biógrafos, preto, azul e branco eram as suas cores favoritas nas roupas que desenhava e que cuidava ao mínimo detalhe, impondo um selo de elegância que perdura até hoje.

Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina

Celebridades como a princesa Margarida da Inglaterra e a actriz Marlene Dietrich usaram as suas criações. Esta última, nas peças que foram feitas para o filme de Alfred Hitchcock, “Panic”.

O influente estilista, fundador da empresa que tem o seu nome, morreu a 24 de Outubro de 1957. A sua casa continuou o mesmo caminho com criadores como Yves Saint Laurent, Gianfranco Ferré, John Galliano, Valentino, entre outros, cujos modelos vestiram figuras como Diana de Gales, a ex primeira-dama de França Carla Bruni e Elena de Borbón, irmã do rei da Espanha.

Imagens: divulgação Christian Dior, designer revolucionário da moda feminina .  .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados