Constance Jablonski – Uma modelo em franca ascensão

Constance Jablonski - Uma modelo em franca ascensão

BIOGRAFIA – Esta modelo francesa é uma das grandes esperanças do país gaulês, que desde o tempo de Laetitia Casta não voltou a ter uma top model no topo do ranking internacional. Vejamos um pouco mais sobre a sua trajectória e os seus trabalhos mais destacados.

Nascida em 1990 em Lille, no norte de França, passou a sua infância compartindo as suas duas afeições na altura: o ténis, onde competia desde os 9 anos e o piano.

Os seus primeiros passos na moda seriam dados com 16 anos, em 2006, ano em que animada por familiares e amigos decide dar o primeiro passo e participar na versão francesa do mítico concurso Elite Model Look, de onde muitas modelos deram os seus primeiros passos.

Constance Jablonski

Curiosamente nesse ano participaria também no concurso Sigrid Agren, conseguindo um contrato profissional com a agência. Constance, que nunca desejou trabalhar como profissional, assinou um contrato em part-time para poder finalizar os seus estudos.

E assim foi. O que começou quase como um acto de curiosidade, acabou por se converter na sua profissão. De facto, deixou para trás os seus estudos e mudou-se para Paris onde começaria a trabalhar como modelo profissional, apesar de ter poucos trabalhos e de pequena monta.

Constance Jablonski

Um ano mais tarde, em 2008, recebeu uma proposta da agência Marilyn para trabalhar em Nova York, oferta essa que aceitou sem hesitar uma vez que a esperava a passarela da New York Fashion Week.

O seu primeiro desfile seria bara BCBG Max Azria sendo que nessa mesma semana desfilaria também para Donna Karan, Dianne Van Fustenberg y Matthew Williamson entre outros. Um início de alto nível que o superou com distinção tão considerável que muitos estilistas a requisitaram para desfilar nas semanas de moda de Milão e Paris.

Constance Jablonski

Poucas semanas depois da sua estreia, Constance Jablonski já abriria e encerraria muitos desfiles como o de Bluemarine em Milão, e desfilaria em Paris para Louis Vuitton, Elie Saab, Versace, entre outros,

Num total de quase 40 desfiles na sua primeira temporada como profissional, obteve uma cifra verdadeiramente espectacular. Ao mesmo tempo dos desfiles iam também surgindo os convites para capas de revistas internacionais, como a revista italiana Amica ou ainda o seu primeiro editorial para Marie Claire num ambiente mais futurista.

No final de 2008 protagonizaria a sua primeira campanha publicitária para Dolce & Gabanna. Logo a seguir foi protagonista da colecção TopShop e Y-3.

2009 foi sem dúvida o ano para Constance Jablonski. De facto é possível presumir que se tratou do seu melhor ano de sempre sobre a passarela, onde se distinguiu de todas as suas colegas de profissão, com quase 140 desfiles Outono/Inverno e ainda 72 desfiles para a temporada Primavera/Verão 2010. Desfilou para todos incluindo a alta-costura como Valentino e Eliee Saab, apesar de curiosamente haver uma pequena lacuna no seu curriculum: é que até ao dia de hoje ainda não desfilou para Chanel.

Constance Jablonski

Ainda em 2009 podemos ver Constance como imagem de Moschino, H&M, Benetton e Donna Karan.

Também curiosamente e apesar de nas passarelas ser uma verdadeira estrela assim como possuir um considerável numero de editoriais, a sua aparição em capas de revistas é ainda escassa, sendo as mais conhecidas a versão Vogue da China (Março 2010) e do suplemento de beleza da Vogue Itália (Verão de 2009).

E assim chegamos a 2010, o ano da sua confirmação e onde é possível afirmar que a modelo parece disposta a continuar ao mais alto nível, e apesar das suas cifras ainda não se situarem ao nível das de 2009 a verdade é que começa a ser vista como uma das principais modelos da actualidade.

Se o ritmo dos seus desfiles abrandou depois do “boom” inicial, mantêm-se porém como uma das mais solicitadas. Para além disso aumentou a sua procura para campanhas publicitárias e este ano já conta no seu curriculum com 7, tais como Nine West, Gap, Calvin Klein entre outras, sem mencionar o facto de à poucas semanas se ter tornado o rosto mundial da campanha de cosméticos Estée Lauder.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados