A crescente visibilidade mediática dos famosos

A crescente visibilidade mediática dos famosos

Cada vez está mais claro que a influencia das celebridades, das estrelas internacionais, ultrapassa o âmbito próprio de acção de um cantor, um actor, ou de uma apresentadora de televisão. E não só na aplicação das tendências da moda, algo habitual, mas sim um espaço nunca visto em campos como a politica, a filantropia ou os negócios.

A lista das quinze celebridades mais influentes elaborada pela revista “Forbes” contém bons exemplos disso. Oprah Winfrey, Bono, Michael J. Fox, Robert Redford ou Angelina Jolie são alguns nomes integrantes deste ranking, cuja influência se demonstrou na luta contra a pobreza em África, nas causa ecologistas ou na investigação de doenças graves. A chave está na contínua visibilidade de estas personagens cada vez mais poderosos meios de comunicação social.

A visibilidade transmite um sentimento de familiaridade às audiências, que inspira confiança nos famosos, ou o que é o mesmo, poder de influência. Como é lógico, neste poder a imagem tem muita influência e em muitos casos pode ser factor decisivo. “Carisma pessoal, atractivo e físico são agora requisitos indispensáveis para a liderança e conseguir obter admiração”, explica o artigo de Jake Helpern na “Forbes”.

Estes são os dez primeiros classificados do ranking:

Oprah Winfrey: A rainha da televisão nos Estados Unidos pode com tudo. Para além do seu império mediático, o qual já inclui uma produção na “Broadway”, uma rádio e uma revista feminina, converte em ouro tudo o que toca, quer seja um livro ou uma simples pessoa. A sua imagem é provavelmente a maior referência feminina.

Oprah Winfrey

Bono: O líder da banda de rock irlandesa U2 conseguiu fazer com que pareça normal que um cantor entreviste os líderes políticos mundiais, que participe na conferência de Davos e que seja o principal factor do cancelamento de uma divida externa dos países africanos. É o grande aliado da filantropia.

Bono

Michael Jordan: Não importa que a carreira de basquete de Michael Jordan esteja já um pouco longe. Ser considerado por muitos como o melhor desportista de todos os tempos e ter conseguido manter uma imagem imaculada vinculada ao êxito, permitiram-lhe seguir uma grande carreira no mundo da publicidade.

Michael Jordan

Sir Paul McCartney: O seu tumultuoso divórcio com Heather Mills não lhe fez perder popularidade. O ex “Beatle” soube reinventar-se sem descanso para não sair da primeira fila no mundo musical. O último feito, abandonar a “EMI” para ficar na famosa discográfica Starbucks.

Sir Paul McCartney

Michael J. Fox: O eterno adolescente do cinema americano confrontou-se com a doença de Parkinson ainda muito novo, quando foi detectada à quase uma década. A doença converteu-o no principal activista na defesa da investigação com células mãe, causa à qual doou grande parte da sua fortuna.

Michael J. Fox

Robert Redford: A grande influência deste actor não se baseia apenas no facto de ser classificado como “o ultimo grande clássico” de Hollywood, mas sim em ter conseguido impulsionar mais do que ninguém o cinema independente através do Festival de Sundance. Além disso, foi sempre um grande defensor das causas ecológicas.

Robert Redford

Angelina Jolie: Provavelmente, nunca ninguém teve tanta presença mediática nas crises humanitárias como Angelina Jolie, apesar de criticada do facto de aparecer quase sempre na imprensa cor-de-rosa”. É uma das celebridades mais activas neste tipo de causas, sobretudo como embaixadora da boa vontade de Acnur.

Angelina Jolie

Lance Armstrong: Sete vezes vencedor do “Tour de France” superou um cancro antes das suas brilhantes vitórias. A sua fama desportiva serviu para criar uma das maiores fundações para a luta contra o cancro, Livestrong, que conseguiu arrecadar 60 milhões de dólares com a venda da famosa pulseira amarela.

Lance Armstrong

‘Diddy’ Combs: O império económico erguido por Sean ‘Diddy’ Combs, o cantor de rap com maiores dotes para o negócio, demonstra a sua influência sobre os milhões de seguidores da música “rap”. Para além de triunfar com os seus discos, tem uma discográfica, programa de televisão, uma linha de roupa, restaurantes e até um perfume.

‘Diddy’ Combs

Tiger Woods: Tudo indica que será o maior jogador de golfe da história. Neste momento, a sua imagem de vencedor, permitiu-lhe ser o primeiro desportista a ganhar 100 milhões de euros num só ano, graças a valiosos contratos publicitários, de entre os que se destacam a Nike e a Gillette.

Tiger Woods

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.