Depois das férias não entres na corrida “perda ao peso”

Depois das férias não entres na corrida da perda ao peso

As férias terminaram e agora chegou a hora da verdade. Isto porque a maioria das pessoas, depois das férias, após algum tempo de descuido alimentar em que aqueles quilos possam ter sido acumulados, procuram recuperar a forma física.

Para isso, a maioria recorre a métodos que prometem milagres para emagrecer, procurando perder o peso rapidamente e ignorando diversos cuidados para que a saúde não seja afectada de forma negativa.

É no entanto necessário ter muita precaução com essa procura, alguns cuidados são necessários para que o ritmo depois das férias seja recuperado de forma segura e sem problemas para a saúde ou para o bem estar físico. Recorrer a métodos rápidos e sem garantias, que muitas vezes não têm nem sua eficácia comprovada, é algo que deve ser evitado.

Vejamos os cuidados essenciais que devem ser tomados para que não hajam complicações.

Exercícios baseados em bloggers

É prática comum actualmente as pessoas que possuem blogs, Instagram e outros, no anseio de  ganhar mais visualizações para as suas páginas expor métodos milagrosos para atrair seguidores. Criar exercícios mágicos que prometem o emagrecimento numa semana, é um método muito utilizado e que serve para enganar pessoas que querem muito perder peso rapidamente de alguma maneira alternativa.

É recomendado evitar esses exercícios caseiros que não oferecem a mínima segurança ao praticante. Muitos usuários de academias recorrerem a eles com a esperança de obter o resultado informado, e na maioria das vezes  perdem tempo pois o tão esperado milagre ( perder 10 kg numa semana) não vai acontecer. Isto é uma garantia.

A melhor forma é investir mais tempo em exercícios que realmente tragam benefícios e que sejam feitos de forma correcta.

Intensidade dos exercícios

Outra questão que merece cuidado é que nesta busca pelo emagrecimento rápido após aquele descuido nas férias em que um pouco mais de “gordura” (se lhe podemos chamar assim) foi acumulada, muitas pessoas decidem investir o seu tempo em actividades físicas, e sim, até ai tudo bem.  Porém, o que ocorre muitas vezes e que deve ser evitado é exagerar na intensidade dos exercícios.

Retomar as actividades com uma  intensidade maior que a recomendada para uma boa e segura adaptação muscular é um erro grave o qual te pode deixar com muitas dores e até mesmo alguma lesão séria.

Acompanhar um ritmo de exercícios mais tranquilo, com o acompanhamento correcto de profissionais que saibam a melhor forma de praticar actividades é o meio mais seguro e eficaz de obter os resultados desejados sem correr riscos desnecessários que possam causar muita dor e não ter os efeitos esperados.

Dietas malucas

O primeiro prémio quando se fala em emagrecimento rápido vai para a dieta.

Para recuperar a forma após as festas é absurdamente grande a quantidade de pessoas que recorrem a dietas malucas. Estas dietas existem aos montes e podem ser facilmente encontradas em qualquer lugar, com a promessa de fazerem milagres. Quem nunca leu algo do tipo: ”perca 5 quilos numa semana tomando chá verde”. Pois é, essas são as chamadas clássicas que se direccionam aos desesperados pelo emagrecimento, e que estes no anseio pelo emagrecimento fácil e rápido, caem direitinho nestas mentiras.

Dietas sem cuidados específicos, com quantidades insignificantes de nutrientes ou com produtos (suplementos) em excesso podem trazer  graves riscos à saúde e não surtir o efeito desejado (grande maioria do casos).

Não existem milagres, a gordura não desaparece da noite para o dia. Podes até perder alguns quilos rapidamente, mas quando retomares a tua alimentação normal ou treino, aqueles quilos a mais voltam. E sabea por que isto ocorre? Muitas vezes à apenas uma perda de líquidos em função da dieta. Queimar gorduras de forma eficiente associada à redução de peso, é um processo complexo e demorado que resumidamente podemos dizer se encontrar na união de exercício físico regular (aumento do gasto calórico total e do metabolismo basal) e uma ingestão de alimentos adequada (baixo valor calórico e alto valor nutricional).

O recomendado é seguir orientações de profissionais qualificados para recomendar dietas, ou seja um nutricionista.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados