Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência?

Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência?

Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência?

Uma vez mais, nenhuma directora foi nomeada para os Óscares. “Parabéns a todos esses homens”, disse Issa Rae, intencionalmente, depois de anunciar os cinco cineastas indicados. Participantes como Greta Gerwig, por Little Women ou Lulu Wang, The Farewell, não foram nomeadas.

E continuando uma tendência preocupante que os Óscares parecem não resolver: nas categorias de actuação, foi quase uma nomeação branca, com apenas uma nomeação de cor, Cynthia Erivo de Harriet, entre as 20 candidatas. A vencedora do Globo de Ouro Awkwafina (The Farewell) não terá oportunidade de competir.

Também foi uma manhã difícil para grandes figuras como Jennifer Lopez, Beyonce e Robert De Niro.

Aqui estão alguns dos maiores desaires:

O desaire de Jennifer Lopez

Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência?

Aos 50 anos, Jennifer Lopez tem desfrutado de grandes momentos ultimamente, e a sua aclamada actuação em Hustlers foi considerada a sua melhor oportunidade para os Óscares até hoje. Mas, infelizmente, isso não acontecerá este ano. Embora tenha sido indicada para um Globo de Ouro e outros prémios e tenha recebido os maiores elogios da sua carreira pela sua actuação como dançarina nua em Nova Iorque, Lopez não ficou entre as candidatos na segunda-feira.

Beyoncé também não

Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência?

JLo não foi a única estrela pop celebrada que ficou aquém. Beyoncé parecia estar no caminho certo para receber uma nomeação para a melhor música original de Spirit, de The Lion King, mas o tema não rugiu suficientemente alto. Entre os candidatos estavam Erivo, uma dupla nomeada este ano, por Stand Up; e Elton John e Bernie Taupin por (I’m Gonna) Love Me Again de Rocketman.

Gerwig renegada

Little Women foi nomeada para melhor filme, e muitos achavam que Gerwig merecia uma segunda indicação como directora, após o que recebeu por Lady Bird em 2018. Uma nova menção tornaria-a na única cineasta nomeada duas vezes para essa categoria. Mas as indicações de segunda-feira reflectiram uma vez mais uma tendência persistente de não levar as mulheres em consideração.

Até ao momento, apenas um director ganhou o prémio: Kathryn Bigelow por The Hurt Locker. Outras directoras comemoradas este ano foram Wang por The Farewell, Lorene Scafaria por Hustlers, Melina Matsoukas por Queen & Slim, e Marielle Heller por A Beautiful Day in the Neighborhood.

…E o seu marido

Gerwig compartilha a sua vida com Noah Baumbach, o director de Marriage Story, e agora parte da sua própria história de casamento é o facto de AMBOS serem excluídos da nomeação ao de direcção, mesmo que os seus filmes tenham sido indicados como os melhores filmes.

Não há Awkwafina

Quando Awkwafina ganhou um Globo de Ouro no início deste mês por The Farewell, foi um momento de orgulho: foi a primeira vitória de uma actriz de origem asiática na categoria principal. Previa-se que ela seria indicada ao Óscar, mas não estava entre as candidatas. De facto, o filme altamente elogiado foi completamente desprezado.

Frozen 2: Perdida no Bosque

O sucesso da Disney Frozen 2 não recebeu nenhum calor na segunda-feira; a nomeação foi deixada de fora – ou perdida na floresta, como diz a música. Sim, recebeu uma indicação para melhor música original, por Into the Unknown. Mas na secção de melhor filme de animação, ela foi substituída por How to Train a Dragon: The Hidden World, Toy Story 4, I Lost My Body, Klaus y Missing Links.

Adam Sandler, um diamante em bruto

Sandler foi continuamente elogiado pela sua carismática interpretação de um joalheiro desesperado no emocionante filme dos irmãos Safdie Uncut Gems. Os seus fãs esperavam vê-lo entre os candidatos ao Óscar, mas a categoria e melhor actor não encontrou um espaço para o actor.

Editor cuted

Muito foi dito sobre a edição engenhosa de 1917, feita para fazer de conta que o filme foi filmado numa única sequência. Mas o editor Lee Smith não ficou entre os nomeados, embora o filme tenha recebido uma dúzia de nomeações.

Entre outras rejeições: Robert De Niro em “The Irishman”, Eddie Murphy em Dolemite is My Name, Jamie Foxx em Just Mercy, Christian Bale em Ford v Ferrari e Taron Egerton em Rocketman.

Imagens: divulgação Descriminação sexual nos Óscares ou pura coincidência? . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.