Diesel, Cavalli, Guess e outras marcas com informação obrigatória

Diesel, Cavalli, Guess e outras marcas com informação obrigatória

Diesel, Cavalli, Guess e outras marcas com informação obrigatória

As marcas de moda são excelentes exemplos de como uma indústria como a de vestuário conseguiu equilibrar a criatividade e o consumo.
O mercado da moda foi consolidado através de marcas que encontraram o seu melhor compromisso comercial na execução criativa. Diesel, Cavalli, Guess e outras marcas com informação obrigatória
As novidades no mercado da moda são aspectos que hoje em dia cada vez mais enfrentam as marcas.

As marcas de moda fazem parte do nosso dia a dia. Formam um mercado massivo e estão integradas numa indústria altamente controversa, onde a criatividade marca o caminho do vencedor ou do fracasso que têm.

São cinco novidades que todos os profissionais da moda devem conhecer sobre uma indústria em que a informação da marca está em constante geração.

1 – Polémica multa contra a Guess de 45 milhões de euros

Depois de ter sido descoberto que a era culpada na Europa, onde  cometeu práticas desleais ao impor um bloqueio geográfico a pequenos retalhistas, limitando a realização de campanhas publicitárias para vender os seus produtos em países como a Bulgária, Hungria, Lituânia ou a Polónia.

Desta forma, os produtos da marca ficaram entre 5 e 10% mais altos, transformando o seu negócio de seus negócios de licensing numa máquina desleal.

2 – Diesel por adquirir Roberto Cavalli

Roberto Cavalli por muitos anos manteve-se como uma marca de luxo exuberante que se conseguiu diversificar em segmentos como o de bebidas alcoólicas e design de interiores. Agora a marca podera ser adquirida por outra empresa italiana, a Diesel.

Informação de média familiarizada com a operação garante que Renzo Rosso, fundador da Diesel, compraria à marca Cavalli através da holding OTB.

3 – Os millennials são sempre uma oportunidade

Depois de ter sido acusado de assédio sexual, o que o fez longe da indústria da moda, Mario Testino está agora a trabalhar em projectos pessoais, fotografando millennials asiáticos ricos, o que representa uma oportunidade que continua a representar esse segmento de consumidores, perante acções que destacam o seu interesse por tarefas como é a fotografia a cargo de personalidades que se destacaram na indústria da moda.

4 – As modelos mais bem pagas

Embora as celebridades se tenham convertido numa estratégia vencedora de influencers no mercado da moda, as modelos continuam a ser uma referência única pela identificação que conseguem perante segmentos de público nesta indústria.

Devido a isso, a Forbes publicou uma lista das modelos mais bem pagas em 2018. Kendall Jenner, 22,5 milhões de dólares; Karlie Kloss, 13 milhões de dólares; Chrissy Teigen, 11,5 milhões de dólares; Rosie Huntington-Whiteley, 11,5 milhões de dólares; Gisele Bundchen, 10 milhões de dólares e Cara Delevingne, 10 milhões de dólares.

5 – Victoria Beckham em terreno negativo

Victoria Beckham marca da popular ex-Spice Girl perdeu 12 milhões de dólares em 2018, o que coloca a empresa numa posição delicada, tendo em conta o quão volátil é esta indústria.

Imagens: divulgação Diesel, Cavalli, Guess e outras marcas com informação obrigatória .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados