Este é o efeito da geração dos millennials na moda

Este é o efeito da geração dos millennials na moda

Este é o efeito da geração dos millennials na moda

OPINIÃO – Porque todas as marcas querem que sejam eles os seus clientes potenciais? Como se comportam na hora de comprar?

Os millennials redefiniram as formas de trabalhar, as horas de expediente, as roupas, as tendências gastronómicas e até mesmo o modo de fumar (agora o máximo é consumir cigarros com viper). Poderia-se entender por que tendem a ter uma vida mais saudável e são ecologicamente mais responsáveis. Surpreendentemente, e dependendo da sua localização demográfica, também redefiniram o modo de consumir moda. A surpresa é que esse nicho generacional tem um importante peso económico no sector.

Hoje, os millennials fundiram a “fast fashion” com arte e artesanato encontrados no mercado de luxo. Esta geração é fiel em combinar uma peça Zara com sapatilhas Valentino e uma bolsa Chanel. Conhecedores e informados estão interessados no prático, o economicamente relevante, o ecológico mas também no tradicional silogismo da moda. Eles compram em lojas tradicionais, online e na Amazon. De acordo com a Bain & Company, actualmente, os millennials são responsáveis por 32% das vendas no mercado de luxo, mas espera-se que nos próximos 5 anos esse número atinja 45-50% das vendas.

Este é o efeito da geração dos millennials na moda

O curioso disso é que obriga as marcas a reformular as suas estratégias de vendas e de mercado. Nos tempos antigos, o luxo era exclusivo. Hoje em dia é continental, transcende desde as passarelas às redes sociais e facilita o acesso, tão só tens que ter dinheiro para poder fazer satisfazer-te com esse capricho.

A distribuição demográfica do “poderio” dos millennials ao comprar é dividida entre a Ásia, a Europa Ocidental, a Rússia transcontinental, os Emirados Árabes e certas partes da América do Norte e da América Latina.

Um exemplo dessa revolução é que muitas casas de luxo redesenharam as suas páginas Web e plataformas sociais para agradar a esse nicho de consumidores rápidos e bem versados.

Por exemplo:

– Virgil Abloh o “rei” da moda urbana é hoje designer da Louis Vuitton para homens.

– Hermes fez das suas últimas campanhas cenários animados para atrair esse público.

– Nas passarelas da Chanel, sempre vemos os jovens mais cobiçados do momento.

Este é o efeito da geração dos millennials na moda
Deixo alguns dados deste sector da população que devem conhecer:

– Hoje existem dois biliões de millennials no mundo, com acesso a informações, dinheiro e possibilidades de mudar ou romper com o tradicional.

– Na indústria da moda, cerca de 25% dos clientes para as casas de luxo variam entre 20 e 30 anos, e um total de 35% está abaixo dos 40.

– As gerações jovens afastaram-se das ideologias liberais e simples e são altamente atraídas pelo luxo, pela relevância de se vestir e estar em dia com as últimas tendências da moda, comentar nas redes sociais ou exibi-las e publicá-las nas suas redes sociais.

Este é o efeito da geração dos millennials na moda Jorge Salgado

Imagens: divulgação Este é o efeito da geração dos millennials na moda .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados