Facto: as celebridades não estão acima da lei

Facto: as celebridades não estão acima da lei

Facto: as celebridades não estão acima da lei
Têm talento, fama, dinheiro e hordas de seguidores, mas continuam a ser humanos e cometem erros. E quando o fazem, as suas falhas enchem as capas dos jornais.

A foto da ficha policial de Justin Bieber, Mel Gibson ou Robert Downey Junior deram a volta ao mundo, mas eles não foram os únicos.

Ao longo dos anos, houve várias “celebridades” que fizeram manchetes pelo seus mais e menos com a justiça. Seja por episódios derivados do consumo de álcool ou drogas, actos violentos, comportamento hostil ou, até mesmo, por defender uma boa causa, essas celebridades acrescentaram mais uma foto ao seu álbum: a da ficha policial.

BRITNEY SPEARS

A princesa pop Britney Spears conquistou as listas de êxitos pouco antes do novo milénio. Alguns anos depois, o consumo de determinadas substâncias, de acordo com vários médias americanos, começou a alterar a vida da cantora e, em 2008, ela protagonizou um episódio infeliz que terminou com a polícia a bater à sua porta.

Facto: as celebridades não estão acima da lei

Spears foi detida pela polícia e mantida em custódia num hospital onde avaliaram a sua situação, após uma discussão com o seu ex-parceiro por causa da custódia dos seus filhos.

LINDSAY LOHAN

Os problemas de Lindsay Lohan com a lei começaram, ou pelo menos tornaram-se públicos, em meados dos anos 2000.

Em 2007, a actriz foi presa pela polícia por dirigir sob a influência de álcool. Os problemas da actriz com a justiça andaram de mãos dadas com seus problemas de dependência.

No ano da sua primeira detenção, e duas semanas após deixar a reabilitação, ela é novamente presa. Foi acusada de dirigir embriagada, posse de estupefacientes e dirigir com carta de condução suspensa.

Foi condenada a uma sentença de prisão, da qual cumpriu apenas 84 minutos e com vários serviços à comunidade.

HUGH GRANT

Hugh Grant, o actor britânico rei de comédias românticas, também teve os seus prós e contras com a lei.

Facto: as celebridades não estão acima da lei

Em 1995, o actor foi preso na cidade californiana por fazer sexo no seu carro com Divine Brown.

Ela era uma prostituta e ele foi acusado de conduta indecente em local público.

Por essa acusação, enfrentou uma sentença de seis meses de prisão. Eventualmente, foi multado em 1.000 dólares (cerca de 900 euros) e foi para um programa de educação em VIH.

JANE FONDA

Também é possível ter um problema com a polícia sem fazer nada estritamente errado ou por razões certamente louváveis, como no caso da actriz Jane Fonda.

No ano passado, a foto de Fonda, vestindo um casaco vermelho e levantando os braços, com algemas brancas ao redor dos pulsos, correu o mundo.

A actriz foi presa pela sua participação nos protestos contra as mudanças climáticas na cidade de Washington, capital dos EUA. Mas a rebelião e activismo da actriz já vêm de longe.

Em 1970, Fonda passou uma noite na prisão. Foi em Cleveland e foram feitas acusações contra ela por contrabando de drogas, que acabaram reveladas falsas.

Após a prisão, um oficial da polícia disse que a prisão de Fonda foi uma ordem que veio directamente do presidente Richard Nixon, segundo o jornal Washington Post.

CHARLIE SHEEN

O actor americano Charlie Sheen teve problemas com a lei em várias ocasiões. Às vezes pelos seus vícios, outros por episódios de violência. As suas idas e vindas remontam aos anos 90, quando, por exemplo, a sua então noiva foi baleada no braço. Eventualmente, foi determinado que havia sido um acidente e nenhuma acusação foi registada.

Facto: as celebridades não estão acima da lei

Cinco anos depois, o seu nome apareceu na lista de clientes num julgamento contra Madame Heidi Fleiss, acusada de evasão de impostos e proxenetismo.

Segundo uma agência americana, Sheen gastou mais de 35.000 dólares (cerca de 32.500 euros) em serviços de prostituição.

Em 1997, a então namorada do actor, denunciou-o por agredi-la e ameaçá-la e, o actor britânico, foi condenado a um ano de prisão. Suspenso por dois anos de liberdade condicional, requisito para fazer terapia e pagar uma multa.

Na primeira década do século XXI, Sheen também teve os seus prós e contras com a justiça. Por exemplo, em 2009, o actor foi preso no dia de Natal por ameaçar a sua então mulher. Em 2010, destruiu um quarto de hotel e foi preso novamente.

Imagens: divulgação Facto: as celebridades não estão acima da lei . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.