Gwyneth Paltrow e velas com “perfume do seu orgasmo”

Gwyneth Paltrow e velas com “perfume do seu orgasmo”

Gwyneth Paltrow e velas de "perfume do seu orgasmo"

Após o sucesso das velas com aroma à sua vagina, a actriz, activista e empresária voltou a surpreender o mundo com o novo produto estrela da sua empresa Goop.

Nasceu em 2008 como uma newsletter de lifestyle, mas aos poucos Goop (que também era um blog) tornou-se o que é agora, uma empresa de comércio electrónico de sucesso baseada em produtos de cuidados pessoais com uma filosofia de “nova era” .

A sua chave, é claro, não está apenas na sua fundadora, a carismático Gwyneth Paltrow, mas numa longa estratégia de marketing focada em impacto e na novidade.

Parte desse progresso também pode ser vista num documentário recente da Netflix onde a própria Gwyneth se encarregou de produzir e dirigir.

No início deste ano, a empresa alcançou um dos seus esperados objectivos de viralização com um produto que chamou a atenção do mundo: uma linha de velas com “aroma à minha vagina”, como se pode ler, e em letras bem grandes, no seu rótulo.

Gwyneth Paltrow e velas de "perfume do seu orgasmo"Segundo a história oficial, a sua origem era 100% aleatória porque se devia à reacção espontânea de Gwyneth ao receber as provas do seu perfumista Douglas Little. “Hmm, esta cheira como a minha vagina”, exclamou a atriz.

E o resto foi história: a linha converteu-se num sucesso de vendas, a ponto de ficar sem stock em poucos dias (hoje, várias cópias podem ser obtidas noutros sites por cerca de 225 euros).

Mas não há necessidade de revender, pois o produto tem agora um esperado sucessor: This smells like my orgasm (“isso cheira ao meu orgasmo”). Toranja, flor de laranjeira, bagas, chá preto e rosas turcas serão, segundo a própria Gwyneth, os seus ingredientes secretos. O preço de cada um é de 70 euros.

Imagens: divulgação Gwyneth Paltrow e velas de “perfume do seu orgasmo” . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.