Há mais moda para lá das capitais europeias e americana

Há mais moda para lá das capitais europeias e americana

Há mais moda para lá das capitais europeias e americana

Embora Nova Iorque, Londres, Milão e Paris sejam as capitais indiscutíveis do mundo da moda – basta olhar para os seus desfiles anuais -, uma série de centros de moda menores surgiram em todo o mundo, o lugar dos estilistas que são frequentemente mais inovadores, mais interessantes e, em breve, mais influentes do que as velhas lendas do design.
1 – Los Angeles, Estados Unidos

Há mais moda para lá das capitais europeias e americana

No epicentro da moda informal americana, encontramos a Apolis, a linha com consciência social para cavalheiros; as formas e texturas esculturais incomuns de Eckhaus Latta e os desenhos de 69US, vestidos por Beyonce no seu vídeo “Formation” e famoso pelo “Vestido Casulo” e outros em jeans elegantes, mas confortáveis.

2 – Cidade do México, México

Esta cidade é o lar de criadores de classe mundial como Pineda Covalin, que engenhosamente misturam o seu orgulho cultural com moda, e Carla Fernández, cujos designs despreocupados nos quais  usa cores vivas e padrões indígenas são óptimos sem esforço.

3 – Kigali, Ruanda

Kigali é o lar de vários designers notáveis, incluindo o designer de roupas masculinas Matthew Rugamba, da House of Tayo; Sonia Mugabo e Haute Baso de Linda Mukangoga, uma linha inovadora de vanguarda em moda e pronta a usar. Também aqui: autores do Instagram como Jessica Kayitaramirwa, quem constrói silhuetas de vanguarda da moda usando estampados africanos.

4 – Joanesburgo, África do Sul

O epicentro da moda africana, a cidade acolhe marcas bem conhecidas, como a linha Laduma Ngxokolo, Maxhosa: cheia de cores, tecidos intrincados que parecem o filho de uma aventura entre Missoni e bijutarias com missangas africanas. Também digno de nota: Loin Cloth & Ashes de Anisa Mpungwe, vencedora do prémio Designer Emergente Africano do Ano em 2013.

5 – Dubai, Emirados Árabes Unidos

A capital sartorial do Médio Oriente, Dubai, acolhe designers como Faiza Bouguessa, cujas criações minimalistas e elegantes têm uma silhueta sofisticada que muitos designers tentam, mas raramente conseguem. Enquanto isso, a linha Twisted Roots de Latifa AlGurg está cheia de peças magistrais e inspiradoras.

6 – Seoul, Coreia

Lee Kyu Ho, educado em Paris, é um dos novos designers mais emocionantes do mundo. A sua linha Moho foi o “tema da temporada [Outono de 2019]”, de acordo com a Vogue, com os seus trabalhos conceituais e sustentáveis. Outros designers notáveis são Minju Kim, a dupla de design Besfxxk, composta por Bona Kim e Jae Hyuk Lim, além da linha Bourie de Eunhye Jo.

7 – Tóquio, Japão

A moda japonesa é Issey Miyake e muito mais. Tsumori Chisato é um designer vibrante, fresco e fora do comum. Outros designers reconhecidos internacionalmente incluem Yoshio Kubo – um estilista de street wear que já apresentou jaquetas-piloto translúcidas cheias de dinheiro nas passarelas parisienses – e Yu Amatsu, cuja especialidade são linhas limpas e bonitas.

8 – Melbourne, Austrália

As fashionistas adoram esta cidade no sul, lar da linha Pageant de Amanda Cumming e Kate Reynolds. Também encontramos Toni Maticevski, que oferece silhuetas elegantes e clássicas com esplendor, e Ingrid Verner, cujos vestidos estampados são incríveis e deslumbrantes, e provavelmente revolucionários.

Imagens: divulgação Há mais moda para lá das capitais europeias e americana .  .
Fonte: Newsweek
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Pode utilizar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.