Indústria têxtil portuguesa marca presença na Colombiatex

Indústria têxtil portuguesa marca presença na Colombiatex

Indústria têxtil portuguesa marca presença na na Colombiatex

Constantemente a lançar novos produtos, a indústria têxtil portuguesa volta a marcar presença destacada na Colombiatex, em Medelín, nos próximos dias 21 a 23 de janeiro. Considerado um dos principais eventos da região, o certame afirma-se como porta de entrada para a indústria têxtil portuguesa na América Latina

FITECOM – NATCAL – REALFIO – RIDI

Abraçando uma estratégia cada vez mais diversificada e abrangente, a indústria têxtil portuguesa volta a atravessar o atlântico, para mais uma edição da Colombiatex, em Medelín, nos próximos dias 21 a 23 de janeiro. Na feira são esperados milhares de compradores, oriundos não só do mercado colombiano, mas de vários países da América Latina, uma região que apesar da distância se afirma como um mercado emergente e estratégico para os interesses nacionais.



A bordo da comitiva From Portugal, organizada pela Associação Selectiva Moda, estarão presentes no evento as empresas Fitecom, Natcal, Realfio e Ridi, às quais se junta ainda a Adalberto Estampados, a Paulo de Oliveira e a Penteadora. Na feira, o objetivo de toda a armada lusa centra-se na concretização de novos negócios com compradores e distribuidores da América do Sul.

Indústria têxtil portuguesa marca presença na na Colombiatex

“O nosso objetivo é consolidar a posição na América do Sul. Já temos presença há vários anos, tanto na Europa como na Ásia e na África. Para a América do Sul já temos reuniões marcadas com alguns clientes colombianos, mas queremos conseguir clientes dos vários mercados”, adianta Carlos Couto, CEO da Natcal, empresa da Maia especializada em maquinaria têxtil.

A Realfio e a Ridi preparam uma presença conjunta – as empresas integram o mesmo grupo, com produtos distintos, mas complementares. “A Realfio apresenta uma diversificada gama de artigos, desde linhas em algodão, polyester, poliamida, viscose, fibras celulósicas, a luminosas e recicladas. A Ridi possui uma variada série de fechos: metal, espiral, injetado, invisível e invertido”, explica Rita Rodrigues, do departamento financeiro de ambas as empresas. Na feira, Realfio e Ridi procuram clientes de vários sectores: Vestuário, Bordados, Couro & Calçado, Têxteis-lar, Outdoor e Têxteis Técnicos. “Estamos habituados a clientes exigentes e a adaptações constantes”, reitera a representante da empresa.

Indústria têxtil portuguesa marca presença na na Colombiatex

Na Colombiatex, destaca-se também uma forte presença do sector dos lanifícios, com Penteadora, Paulo de Oliveira e Fitecom a apresentarem os seus mais recentes produtos. Na feira, as empresas vão apresentar o seu catálogo cada vez mais vasto de produtos, que atualmente conta também com várias soluções para os sectores da segurança, vestuário de trabalho, têxteis técnicos e desporto.

A participação das empresas portuguesas na Colombiatex é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 11.042.311,82 €, dos quais 6.065.501,91 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Imagens: divulgação Indústria têxtil portuguesa marca presença na Colombiatex . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados