Inverno versus acne e os cuidados a ter

Inverno versus acne e os cuidados a ter

Durante o inverno, é comum ocorrer um aumento da oleosidade da pele, estimulada pelo frio, pela diminuição da sudorese e também pelo uso de água quente durante o banho. Lavar a face várias vezes por dia também pode exercer um efeito inverso, pois pode secar a pele e estimular uma maior produção de oleosidade.

Como resolver o problema?

Em primeiro lugar, evita lavar o rosto várias vezes por dia. Lava-o apenas 2 ou 3 vezes por dia, usando água fria e dando preferência a sabonetes suaves. O uso de substâncias adstringentes auxilia a controlar a oleosidade, devendo evitar-se os sabonetes hidratantes, que podem conter substâncias oleosas nas suas fórmulas.

Evita usar hidratantes nas áreas de pele oleosa, raramente são necessários. Em caso de pele muito seca, que pode ser provocado pelo frio, vento e banhos quentes, deve-se dar preferência aqueles com o rótulo livres de óleos e que não provoquem o surgimento de cravos. Em geral, estes produtos são loções aquosas ou do tipo gel.

Se, além da oleosidade, a tua pele apresenta cravos e espinhas,  podes usar produtos que ajudem a controlar o surgimento destas lesões, desobstruindo os poros e diminuindo as inflamações. Alguns tipos de ácidos, esfoliantes e antibióticos de uso local podem ser necessários. Neste caso, deves consultar um dermatologista para que ele indique o produto mais adequado para a tua pele. Casos mais graves podem necessitar de tratamentos como “peelings” que, por deixar a pele mais sensível ao sol, tem a sua acção recomendada no verão.

Outra manifestação comum no inverno, também relacionada com o aumento da oleosidade e o frio, é a dermatite seborreica. Ela provoca vermelhidão e descamação da pele da face, que não deve ser confundida com ressequimento. A dermatite seborreica é uma tendência pessoal e exige o uso de medicamentos específicos para o seu controle, que também devem ser indicados pelo médico dermatologista.

E o sol? Exige cuidados também no inverno?

Ao contrário do que se pensa, o sol do inverno não é tão inofensivo para a pele. Ele é rico em radiação ultra-violeta A, que apesar de não provocar queimaduras (e, por isso, é comum pensar-se que não danifica a pele), é o principal responsável pelo envelhecimento cutâneo.

Portanto, mesmo no inverno é importante o uso de protecção solar. Pessoas com pele oleosa e sujeitas a acne devem usar apenas filtros solares com rótulo de “oil-free”, e o factor de protecção deve sempre ser igual ou maior que 15, reaplicando-se o protector a cada 2 horas em caso de permanência prolongada ao sol.

A alimentação também é importante para cuidar da pele. No frio bebemos menos água, o que pode colaborar para o ressequimento da pele. Recomenda-se a ingestão de cerca de 2 litros de água por dia. Deve-se, ainda, evitar a ingestão de alimentos gordurosos e aumentar a ingestão de frutas, legumes e verduras.

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.