Jóias portuguesas dão-se a provar ao mundo

Jóias portuguesas dão-se a provar ao mundo

Jóias portuguesas dão-se a provar ao mundo

Arrancou este fim-de-semana a segunda temporada de feiras internacionais para as joias nacionais, que em setembro viajam até Paris, Madrid, Hong Kong e Vicenza. A nova campanha de internacionalização “Portuguese Jewellery à La Carte” abre o apetite dos mercados para um setor em renovação, com fome de expansão.

No segundo semestre do ano, a joalharia portuguesa volta a carimbar no passaporte a passagem pelas principais feiras internacionais, reforçando a consistência na abordagem aos mercados-alvo. Sob o mote da campanha internacional “Portuguese Jewellery À La Carte”, promovida pela AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal, as joias nacionais dão a provar ao mundo a sua arte e talento.

Para Fátima Santos, Secretária-Geral da AORP, “O processo de internacionalização das joias portuguesas é recente, mas o crescimento tem sido muito acelerado. Só nos últimos 2 anos, o volume de exportação aumentou 53%, atingindo a marca redonda de 100 milhões de euros em 2017. O objetivo é alcançar a meta dos 150 milhões até 2020. A presença em feiras internacionais continua a ser a principal porta de entrada nos mercados e uma forma de reafirmar o posicionamento da joalharia portuguesa no mundo. Ano após ano, conquistamos dimensão e reputação nestes que são considerados os principais eventos do setor e as nossas empresas têm oportunidade de contatar com compradores de todo o mundo”.

Jóias portuguesas dão-se a provar ao mundo
Joana Ribeiro: Vencedora do concurso Challangel
Jóias portuguesas dão-se a provar ao mundo

A temporada arrancou este fim-de-semana na capital da haute cuisine, Paris, que é também a crème de la crème das exportações portuguesas, ocupando o segundo lugar do ranking. A Bijorhca Paris – The International Jewellery Show, que termina hoje, contou com um privilegiado menu de marcas portuguesas: Astorga Jewels, Bruno da Rocha, Coquine, Elza Pereira, Inês Telles, Innamorata Jewels, Richart, Wings of Feeling e Tânia Gil. A estes junta-se também a jovem designer Joana Ribeiro Joalharia, que conquistou a sua presença na feira através do concurso Chall’angel.

O segundo prato serve-se em Madrid, que ocupa agora o primeiro lugar no ranking das exportações portuguesas. E porque aqui a tradição à mesa é partilhar, as joias portuguesas dividem-se entre os dois eventos simultâneos que marcam a agenda do setor no país vizinho, de 12 a 16 de setembro, reunindo mais de 600 expositores e 15.000 visitantes profissionais. Na Madrijoya – International Urban and Trendy Jewellery and Watch Exhibition Fair participam as marcas nacionais Alma e Coração, Gofrey, Marques & Gomes, Ourobrilho, Segmento de Prata e Soarijoia. Na Bisutex – International Fashion Jewellery and Accessories Trade Fair irão marcar presença Elza Pereira, Made to Envy, Our Sins e Woo’s Pure Feelings.

Reforço de mercado

Dos mercados mais próximos, viajam até ao Oriente para mais uma participação na Hong Kong Jewellery & Gem Fair, de 12 a 16 de setembro. Depois do sucesso na edição de março e do evento de apresentação da nova campanha em Macau, a joalharia portuguesa volta a Hong Kong para reforçar a presença no mercado chinês e asiático. Mais uma prova de fogo para as joias nacionais, representadas pela Arpa, Galeiras, Dos Santos, Inês Barbosa e J. Soares Jewellery.

A jornada internacional termina em Itália, onde as joias portuguesas se sentam à mesa com as mais prestigiadas marcas de joalharia da Europa. A VicenzaOro acontece de 22 a 24 de setembro e irá contar com a presença de três marcas portuguesas: a estreante A.J.Amorim, Luísa Rosas, uma das mais proeminentes designers nacionais e Styliano, marca portuguesa com uma forte representação no mercado italiano.

Imagens: divulgação




Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.