José Manuel Castro nomeado director da Modatex

José Manuel Castro nomeado director da Modatex

José Manuel Castro nomeado director da Modatex

O Modatex tem nova direção. José Manuel Castro, 60 anos, foi escolhido para dirigir a instituição durante os próximos três anos. O novo diretor executivo do Modatex conhece bem a realidade do sector e os desafios colocados à formação na área ITV, uma vez que era presidente do Conselho de Administração do Centro de Formação desde a sua fundação, em 2011.

Natural do Porto, é Licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e Professor Auxiliar Convidado na mesma instituição de ensino; é membro do Conselho do Departamento de Psicologia da FPCEUP e do Centro de Desenvolvimento Vocacional e Aprendizagem ao Longo da Vida. José Manuel Castro tem desenvolvido, desde o início da sua carreira, atividades relacionadas com a formação profissional, tendo exercido funções de Direção e como Técnico Superior Assessor do IEFP e colaborado e coordenado projetos em diversas instituições ligadas à Educação e Formação Profissional.

Para José Manuel Castro “esta nomeação é um estímulo muito desafiante. Os primeiros sete anos do Modatex – e nas funções de Presidente do Conselho de Administração – permitiram-me acompanhar permanentemente (e com responsabilidades) a edificação e estabilização deste projeto modelar de otimização de recursos formativos setoriais das áreas do têxtil, confeção, vestuário e lanifícios. A assunção da direção do Modatex é um impulso e um incitamento para uma atuação mais próxima dos processos, das pessoas e das empresas dos setores da ITV, razão de ser e objeto principal do centro de formação e foco principal da sua missão: “Qualificar os Recursos Humanos e Valorizar os Agentes do Têxtil e do Vestuário contribuindo para o desenvolvimento das atividades económicas e da competitividade do Sector”, destaca o diretor executivo.

O novo responsável pelo Modatex alerta ainda para “um tempo em que parece não haver maior certeza do que a incerteza acerca dos cenários sobre o futuro do trabalho e as suas interações com os processos de formação profissional, importará certamente investir no desenvolvimento de modalidades de aprendizagem inovadoras, no seu confronto com a aceleração da evolução tecnológica das empresas e dos processos produtivos”.

José Manuel Castro realça ainda a importância de afirmar os contextos de trabalho “como espaços indispensáveis na apropriação de conhecimentos e aquisição de competências, lugares de saberes e de cidadania, visando assegurar a qualidade das aprendizagens no exercício profissional e acreditação dos seus resultados”.

Para o novo Diretor do Modatex, o foco tem que ser “no papel social de trabalhador, organizador relevante da dignidade da nossa existência, visando atender à exigência do trabalho sustentável como promotor do desenvolvimento humano, condição essencial não só para manter o planeta, como também para assegurar o trabalho para as gerações futuras”, refere.

Imagens: Modatex
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.