Karen Elson – “A star was born”

Karen Elson - "A star was born"

BIOGRAFIA – Podemos presumir que seja uma dos modelos mais activas uma vez alcançada a casa dos trinta anos, e uma boa prova disso são as suas últimas campanhas para Cavalli, Celine ou Max Azria entre outras.

Nascida em Manchester, 1979 e com uma irmã gémea também modelo (Kate Elson), aterrou no mundo da moda com apenas 15 anos, em 1996. Os seus primeiros trabalhos como modelo seriam feitos em Londres mas depressa se apercebeu de que queria progredir e para isso emigrar.

E assim o fez, primeiro para Tóquio e depois para Paris, onde faria um desfile de estreia em 1997 pelas mãos de Chloe e Hermes. Esse foi um acto que lhe valeu tornar-se na imagem do perfume Clinique Happy e para estrelar capas de Vogue e Elle, tanto na sua versão como em francês.

Karen Elson

Naquele mesmo ano, Karen Elson também seria a estrela da capa da Vogue Itália, onde conheceu Steven Meisel, o grande defensor e promotor da carreira de Karen. A química com o fotógrafo americano foi crucial, na verdade ele próprio recomendou a Karen depilar as suas sobrancelhas e dar uma intensidade muito maior á cor do seu cabelo, e tendo em conta os resultados, parece que acertou.

Tal foi seu sucesso que como reconhecimento receberia um ano depois o prémio VH1-Modelo do Ano, substituindo Kate Moss, a vendedora do ano anterior. É óbvio que esses prémios contribuíram para aumentar o seu prestígio e certamente começaria a ser vista cada vez mais em campanhas de publicidade, como Chanel e Versace, fotografada, claro, por Steven Meisel.

Nos anos seguintes, embora o seu ritmo diminuísse progressivamente na passarela, pudemos vê-la em muitas campanhas. De Yves Saint Laurent (2004, 2005 e 2007), Louis Vuitton (a sua melhor campanha em 2004), Prada (2004 e 2005), Valentino e muitos outros, rara foi a campanha onde esta ruiva impressionante não apareceu.

Inclusive, pudemos vê-la no calendário Pirelli dos anos 1999 e 2006 assim como no desfile anual de Victoria’s Secret no ano de 2002.

Outra das grandes paixões de Karen é a música e cinema. Na verdade podemos assistir a vários mas pequenos vídeo-clipes, como por exemplo num do grupo White Stripes, onde ela aparece durante alguns segundos no final. Durante a gravação deste clipe conheceria o que hoje é seu marido, o guitarrista Jack White, com quem se casaria um ano depois.

Em 2006 e 2007 seria mãe de um menino e uma menina, mas a gravidez não foi impedimento para a ver na passarela num desfile como um ocasional de Marc Jacobs no final de 2005, onde ele mostrava já uma barriga proeminente

A partir do nascimento de seu segundo filho o seu trabalho nas passarelas seria praticamente testemunhal. Só a veríamos para Anna Sui e Zac Posen em 2007 e 2008, apesar de desde o final de 2008 o seu ritmo de trabalho subir consideravelmente. Voltaria a protagonizar capas de revistas como da Vogue UK, e se tornar a imagem da Celine e Max Azria.

Para 2009 é a imagem de PHI, Cavalli e Chanel, claro, pela mão de Steven Meisel.

Também este ano de 2011 desfilou para Givenchy, Yves Saint Laurent e Chanel, tendo a honra de abrir os desfiles. Karl Lagerfeld, muito dado a baptizar e exaltar os seus modelos favoritos, já disse que era o modelo do milénio.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados