C&A recicla garrafas de plástico para produzir casacos

C&A recicla garrafas de plástico para produzir casacos

Galeria de imagens
Um casaco de inverno contém cerca de 14 a 24 garrafas de plástico
A C&A aumenta o uso de materiais reciclados nas coleções, consolidando a sua estratégia de sustentabilidade

A empresa de moda C&A mantém o compromisso com a moda circular enquanto eixo da sua estratégia de sustentabilidade e, para este inverno, lançou uma coleção inovadora de casacos na qual utilizou, no total, mais de 4 milhões de garrafas de plástico PET (polietileno tereftalato). O poliéster, caxemira, nylon e algodão são algumas das matérias-primas reutilizadas pela marca, todas com o objetivo de economizar energia e recursos, além de reduzir o desperdício têxtil para tornar a indústria da moda muito mais eco-consciente.

O poliéster reciclado usado nesta coleção provém de resíduos que de outro modo acabariam em aterros, tais como as garrafas PET antigas. Todas as peças recicladas da C&A são certificadas pelo Padrão Global de Reciclagem ou pelo Padrão de Declaração de Reciclagem e contêm pelo menos 20% de materiais reutilizados. O enchimento das peças é feito com garrafas plásticas 100% recicladas. Um casaco de inverno desta coleção integra cerca de 14 a 24 garrafas de plástico.

Como é necessária muita energia, água e outros recursos para criar fibras como o algodão e o poliéster a partir do zero, a reciclagem é uma das melhores opções para contribuir com um sistema de moda mais circular. No marco da sua estratégia de sustentabilidade, intrínseca ao ADN da empresa nos seus 179 anos de história, a C&A apostou pela produção sustentável, pretendendo que 64% das matérias-primas utilizadas nas suas coleções (como o algodão, a viscose e o poliéster) sejam provenientes de origens mais sustentáveis. A C&A revela os principais feitos de 2019 no seu último Relatório de Sustentabilidade Mundial

Algodão orgânico

Uma das principais conquistas da marca tem sido a utilização do algodão orgânico na produção das peças (inclusive em calças de ganga) e o apoio aos agricultores para promover o cultivo desta matéria-prima, permitindo-lhes ter uma alternativa sustentável. Até ao momento, a C&A é a maior compradora de algodão orgânico certificado do mundo, sendo 71% algodão orgânico certificado ou Better Cotton. Além disso, este material possui o certificado Organic Content Standard (OCS) ou Global Organic Textile Standard (GOTS). As suas vantagens são decisivas para a conservação do ecossistema: na sua produção não se utilizam agrotóxicos nem fertilizantes e é possibilitada a rotação das colheitas, o que permite aos agricultores que mantenham os terrenos saudáveis.

Poliéster reciclado

A C&A é uma das pioneiras na Europa a tomar medidas contundentes para aumentar o uso de fibras recicladas, principalmente desde 2017, quando uma das suas prioridades passou a ser usar poliéster reciclado nos casacos e blusas, e também nylon reciclado, presente em cerca de 80.000 peças de lingerie, certificadas de acordo com o Global Recycled Standard (GRS).

Nylon reciclado

A chegada do verão de 2020 trouxe consigo novidades, em maio foi lançada a primeira coleção de banho com fibras recicladas. Os designs femininos foram feitos com nylon reciclado, proveniente de produtos descartados, tais como redes de pesca, restos de tapetes ou tule. Já a coleção masculina foi produzida com poliéster e garrafas de plástico reutilizadas.

Caxemira reciclada

Em setembro do ano passado, a C&A atingiu mais um marco na sua história com o lançamento da coleção de caxemira reciclada, certificada pela GRS. As peças eram produzidas com 3% lã e 97% caxemira. Desta última, metade é composta por fibras recicladas, cuidadosamente selecionadas, e o restante por fibras novas.

Celulose sintética

A C&A comprometeu-se a comprar 100% das fibras sintéticas de celulose que utiliza, a fornecedores que tenham práticas conscientes, como não utilizarem na sua cadeia de abastecimento matérias-primas provenientes de florestas protegidas ou em perigo.

Esta iniciativa tem sido desenvolvida com a CanopyStyle desde 2015 para resolver o problema da extração de madeira em florestas antigas e em risco de extinção, em conjunto com 170 outras marcas.

Clientes, uma parte essencial da estratégia

Para a C&A, a estratégia da moda circular é complementada pela participação ativa dos seus clientes, com os quais se estabelece a pedra angular do futuro sustentável. O programa “We Take It Back” envolve os consumidores em todo o processo, convidando-os a colocar as peças de roupa que já não utilizam nos depósitos presentes em loja, possibilitando à empresa o aproveitamento desses materiais na produção de outros produtos. Esta ação é recompensada com um voucher de desconto para uma próxima compra em qualquer loja C&A.

Dentro da estratégia de sustentabilidade, e enquanto projeto pioneiro na Espanha e em Portugal, a C&A tem trabalhado em soluções climáticas para neutralizar as suas lojas nas emissões de carbono.

Aliada à ClimatePartner, a C&A compensa as inevitáveis emissões de CO2 com projetos de reflorestamento ambiental.

 

Imagens: C&A . . C&A recicla garrafas de plástico para produzir casacos
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: