Low cost, um estilo de vida

Low cost, um estilo de vida

OPINIÃO – Viajar barato ao redor do mundo parece ser o que procuramos na actualidade, com pouca bagagem e acompanhados de pequenos itens pessoais que compõem o dia a dia da nossa vida. A tecnologia e os objectos personalizados fazem parte do estilo de vida actual, no qual procuramos qualidade de vida, aventuras, viagens e experiências; enquanto as compartilhamos online comunicando-nos constantemente com o resto de um modo global, através dos nossos dispositivos electrónicos e redes sociais.

Tanto as gerações jovens como as mais maduras, hoje querem viajar e viver uma aventura. Todos procuramos experiências e é assim que viajar se tornou uma parte indispensável do mundo globalizado. A tecnologia traz-nos praticamente o que queremos com um clique, mas ainda desejamos enfrentar a realidade e saboreá-la com os nossos cinco sentidos. Daquele profundo sentimento humano vem aquele que hoje já não compreende o propósito do consumo em produtos ou serviços, mas em experiências.

22

Assim, chegou, para ficar, low cost; prometendo-nos que podemos viajar barato, leves e que a experiência se torna frequente e generalizada.

Mas entendemos essa nova modalidade quando chegamos a um aeroporto? Porque já não podemos transportar mais do que uma certa quantidade de quilos, ou muita bagagem, os espaços são cada vez mais reduzidos, alimentos e bebidas não estão incluídos e devem ser comprados como em qualquer café ou restaurante, pagando com dinheiro ou cartão.

Terão a deferência de ir e oferecê-lo ao nosso estreito assento, onde devemos permanecer com o cinto de segurança apertado “para nossa segurança”. Pouco espaço, poucos confortos, sem luxo, e que por vezes não lembramos se vamos acima das nuvens ou dentro de um autocarro.

3

É assim que viajamos hoje e andar de avião de um lugar para outro foi democratizado com os prós e os contras e os quais podemos discutir. Embora seja verdade que não é mais um luxo e oferece confortos quase inexistentes, também é verdade que viajar está cada vez mais ao alcance de quase todos.

Os nostálgicos de primeira classe, de clubes e cartões exclusivos poderão chorar sobre o leite derramado, enquanto outras milhares de pessoas bebem e baixam, sem parar, de aviões em redor do mundo e os aeroportos não dão razão; mesmo as vozes autorizadas discutem sobre a sua capacidade e custo.

A verdade é que não vamos parar. Hoje, tudo se tornou líquido, adaptável, rápido e leve. Viajar também. É por isso que o low cost chegou para ficar; adaptem-se!  Os mais inteligentes serão aqueles que o conseguirem primeiro, porque este é um novo estilo de vida.

O mundo mudou. E tu?

Paulo Costa

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados