Têxteis From Portugal com presença conjunta em Tóquio

Têxteis From Portugal com presença conjunta em Tóquio

O esforço de internacionalização das têxteis portuguesas mantém-se, mesmo num ano atípico, e nos próximos dias 20 a 22 de Outubro regressa a Tóquio para mais uma edição da Jitac European Textile Fair, a principal feira japonesa do sector. As cores nacionais vão contar com uma forte comitiva de empresas que, através de uma participação conjunta, prometem dar provas do ímpeto inovador e sustentável que se vive na indústria portuguesa
ADALBERTO – ALBANO MORGADO – FITECOM – GIERLINGS VELPOR –
MODELMALHAS – LEMAR – PAULO DE OLIVEIRA – RIOPELE – TESSIMAX –
TRENDBUREL – TROFICOLOR

Num mercado onde é necessário construir uma relação de confiança e imagem de estabilidade, a comitiva From Portugal não deixa de marcar presença, mesmo num ano marcado pelas condições atípicas. Nos próximos dias 20 a 22 de Outubro realiza-se mais uma edição da Jitac European Textile Fair, a principal feira têxtil do Japão, e a indústria portuguesa conta a representação de um vasto grupo de empresas do sector.

Adalberto, Albano Morgado, Fitecom, Gierlings Velpor, Modelmalhas, Lemar, Paulo de Oliveira, Riopele, Tessimax, Trendburel e Troficolor compõem a comitiva From Portugal, organizada pela Associação Selectiva Moda para representar as cores portuguesas no certame japonês. Ao longo dos três dias de exposição, as empresas portuguesas vão apresentar as suas novidades aos operadores locais, reafirmando a indústria portuguesa como um polo de dinamismo e inovação no sector têxtil.

“Trata-se de uma feira de tecidos Europeus, que pela organização e pelo número de contactos que proporciona, é um bom canal de aproximação ao mercado japonês”, começa por explicar Nuno Neves, Export Manager da Fitecom, uma das empresas portuguesas que já é uma presença assídua na Jitac. Nesta edição, a têxtil especializada em lanifícios vai apresentar a nova colecção Outono/Inverno 21/22, onde conta com soluções em lã virgem e
várias misturas: “Damos destaque especial á introdução de tecidos com um conceito de ecologia baseada essencialmente em fibras naturais sustentáveis e fibras artificiais recicladas”, afirma o representante da empresa.
Também a Gierlings Velpor – empresa especializada em tecidos para revestimentos de bancos de autocarros e comboios – vai apresentar em Tóquio um conjunto de novas soluções. “São veludos lisos, com composição 100% Algodão, com Licra, com Modal, Viscose, falsos unidos e peles artificiais com diversos acabamentos e estruturas”, adianta Pedro Lima, Sales Diretor da empresa, que procura aprofundar a sua presença no mercado japonês. “Há mais de 20 anos que vendemos para este mercado. São clientes muito focados, que sabem o que querem”, refere.

Ciente das dificuldades em entrar no mercado japonês – mas também da fidelidade das relações que se criam – a Adalberto procura atrair as atenções com a sua nova colecção Outono/Inverno. “Trabalhamos com este mercado há apenas 2 anos e tivemos uma mudança do nosso agente, portanto ainda não conseguimos grande profundidade nesse mercado”, lembra Tâmara Martins, responsável comercial da empresa de Santo Tirso, que espera dar novos passos na conquista do Japão.

No espaço da Riopele, o foco está já na retoma pós-pandemia. “Trata-se de um importante mercado para a Riopele, onde esperamos que depois da presente crise possamos atingir os níveis de vendas do passado”, explica António Soares, gestor de mercado da empresa de Famalicão, que também vai levar a Tóquio uma nova colecção Outono/Inverno.

Têxteis From Portugal com presença conjunta em Tóquio

A Modelmalhas, única estreante de todo o grupo, espera destacar-se pela
apresentação de quatro colecções: Fancy, Essential, Advanced e Premium. Em todas elas faz uma aposta sustentável. “Todas estas propostas têm já presente no DNA da colecção, uma forte aposta no ecológico e sustentável, seja através de uma selecção criteriosa das fibras e fios usados, quer através os tingimentos e acabamentos aplicados”, resume John Gomes, representante da empresa, que espera conseguir na Jitac os primeiros contactos com o
mercado local.

Na Troficolor, a aposta está também na produção responsável: “Mantemos o foco no Upcycling – reutilização criativa sem necessidade de produção. Tecidos de diferentes tipologias: Denim, Flanelas, Bombazines, muitos deles irreproduzíveis que trazem variedade e proporcionam infinitas possibilidades na criação de estilos exclusivos”, anuncia Ana Maria Magalhães, Export Manager da empresa.

A mesma onda verde atravessa as várias propostas que a Lemar vai levar a Tóquio: “A nossa Eco Responsible Collection será sem dúvida o núcleo principal das propostas que vamos apresentar em Tokyo. Tecidos certificados 100% Biodegradáveis, misturas de fibras eco-friendly, para além dos nossos já habituais desenvolvimentos em fibras recicladas”, conta José António Ferreira
A participação das empresas portuguesas PME na Jitac European Textile Fair é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda.

O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 11.042.311,82 €, dos quais 6.065.501,91 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Imagens: From Portugal Têxteis From Portugal com presença conjunta em Tóquio . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: