Mais portugueses vão aproveitar os saldos para fazer compras

Mais portugueses vão aproveitar os saldos para fazer compras

Mais portugueses vão aproveitar os saldos para fazer compras

Comparativamente ao ano passado, há mais portugueses a aproveitar o período de saldos em janeiro para fazer compras e gastos também aumentam residualmente.

De acordo com o Observador Cetelem Natal, 36% dos portugueses pretendem aproveitar os saldos no primeiro mês do ano, o que representa um aumento de 29% face ao registado no ano passado. Para além disso, aumenta a intenção de fazer compras não relacionadas com o Natal, para si ou para outros, correspondendo a 33% face aos 25% de 2018.

Ainda assim, a maioria dos inquiridos (65%) manifesta que não tem intenção de aproveitar o período de saldos em janeiro.

À semelhança do ano passado, o vestuário continua a ser a categoria de produtos mais procurada pelos portugueses nos saldos (87%). Seguem-se os acessórios de moda (29%), os perfumes (23%) e os produtos culturais (18%).

A média de gastos estipulada pelos portugueses para a altura de saltos é de 186€, mais 7€ do que no ano passado.

Metodologia:

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2019 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 4.0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 16 e 25 de setembro de 2019.

Imagens: divulgação Mais portugueses vão aproveitar os saldos para fazer compras .
Fonte: Cetelem
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.