Miss África do Sul 2017 catalogada de racista

Miss África do Sul 2017 catalogada de racista

Demi Leigh Nel-Peters foi catalogada de racista por usar luvas cirúrgicas numa visita a um lar de orfãos em Joanesburgo.

Demi Leigh Nel-Peters, 22 anos, é a Miss África do Sul 2017, mas ultimamente tem gerado controvérsia com a publicação de uma série de fotografias nas que aparece num lar para crianças usando luvas de látex.

Indignação com rainha de beleza que visitou crianças órfãs usando luvas de látex
Indignação com rainha de beleza que visitou crianças órfãs usando luvas de látex

A rainha de beleza visitou crianças negras em Joanesburgo e por razões de higiene a jovem usou luvas cirúrgicas. No entanto, isso foi tomado por alguns usuários como um acto de racismo.

Após a polémica gerada, Nel-Peters decidiu sair e esclarecer a situação, mencionando que apenas usou as luvas quando entregar a comida. “Todos os voluntários usam luvas porque acreditam que é o correcto ao para entregar a comida. Quisemos ser ser tão higiénicos quanto possível”, disse ela.

 

“Para mim, o mais importante foi que trezentas crianças tiveram um almoço quente e decente, e tiveram-no com ou sem luvas. Lamento que as minhas intenções fossem mal interpretadas, e peço desculpas se  ofendi alguém, definitivamente não era a minha intenção”, disse a rainha de beleza.

Por sua parte, a organização de Miss África do Sul, disse que a jovem não usou  luvas durante todo o tempo em que esteve na casa. “Enquanto Demi estava a distribuir alimentos, pediram-lhe para posar para algumas fotografias, altura em que ela ainda as luvas postas. Ela não usou luvas durante toda a visita”.

Acrescentaram ainda que o uso de luvas é um procedimento de higiene padrão para que a comida seja preparada e servida sem contacto directo com as mãos.

 

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.