Moda portuguesa na capital da moda parisiense

Moda portuguesa na capital da moda parisiense

São 10, as empresas portuguesas que integram o elenco de dois salões de moda parisienses, Who’s Next e SIL Paris, que decorrem de 19 a 22 de janeiro, na capital francesa. Destaque para a visita do secretário de estado da Internacionalização, Eurico Brilhante, que irá visitar os stands portugueses do salão Who’s Next no dia 19 de janeiro.

O Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, irá visitar os stands portugueses na feira Who’s Next, no próximo dia 19 de janeiro, a convite da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal.

“Jazz and Sapeurs” são o mote para a edição de janeiro da feira Who’s Next que decorre de 19 a 22 de janeiro. Durante 4 dias de exposição, estarão presentes 600 marcas, entre as quais se destacam as 7 empresas portuguesas – Blackspider by CristinaBarros – Concreto – CristinaBarros – Kalisson/Bagoraz/Le Cabestan – Luís Buchinho – Maloka/Paul Brial – Pé de Chumbo – apoiadas pela Associação Selectiva Moda, no âmbito do projecto de internacionalização From Portugal.

a1d424ac-5d8d-4b78-9b4f-28421e8775a2

Para a marca Luís Buchinho, presença assídua neste certame, Paris continua a ser o melhor mercado. «Apesar da actual quebra de tráfego, a marca encontra-se em crescimento desde a 1ª participação na feira, com uma visibilidade cada vez maior, também suportada pelo apoio e promoção por parte dos responsáveis e organizadores da feira. Este continua a ser o nosso melhor mercado, com mais e melhores resultados ao nível da expansão e faturação internacional da Luis Buchinho», explica Carla Reis, representante da marca.

Especialista em moda de senhora, a Maloka apresenta em Paris a sua colecção para a próxima estação fria. «Consolidar a internacionalização e aumentar a nossa carteira de clientes e encomendas, são os nossos principais objectivos», indica Felicidade Carvalho.

16114133_1445610062116266_7596672641310417991_n

A coleção Outuno/Inverno 18/19 serão o destaque no stand da marca Pé de Chumbo, que já ultrapassou as 20 participações neste certame. «Esta é uma feira onde participamos desde 2007 e que é visitada pela maior parte dos nossos clientes, sendo por isso de presença obrigatória. Este é um mercado muito relevante para nós, que representa 60% das vendas totais da marca», indica Sérgio Rosa.

Também na Port de Versailles, de 20 a 22 de janeiro, irá realizar-se a primeira edição anual do Salon International de La Lingerie, onde estarão presentes as principais tendências da moda íntima. São 3 as empresas made-in Portugal presentes com o apoio da Associação Selectiva Moda : Cisne Branco – Confenix – Iora Lingerie.

Presença assídua neste salão, há 12 anos, a Iora Lingerie, apresenta a sua colecção de inverno, onde os robes, camisas de dormir e pijamas de senhora, ocupam um lugar de destaque. «Esta é uma feira mundial e a mais abrangente, pretendemos aumentar o volume de negócios e aumentar a notoriedade da marca», refere Cristina Flores, manager da marca.

dsc00778

Pela segunda vez na SIL, a Cisne Branco apresenta uma coleção onde destaca os polares sublimados. «A nossa participação deve-se ao facto de esta ser a maior e mais conceituada feira de lingerie do mundo, pretendemos angariar novos agentes e clientes e crescer no mercado francês», explica Pedro Marques Pereira, export manager da marca.

Estarão ainda presentes duas outras empresas, no salão Who’s Next, a Averse e no salão SIL, a Textimalhas.

A participação de 7 empresas portuguesas na Who’s Next e de 3 empresas portuguesas, em mais uma edição do Salon International de La Lingerie, é uma iniciativa promovida pela Selectiva Moda e pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto From Portugal é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 12.118.285,17€, dos quais 6.695.352,55 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.