Modelo para a moda ou a moda para a modelo?

bella

OPINIÃO – Modelo: profissão que abriu mil e um debates. Ou também o podemos descrever como “pessoa que se ocupa em exibir desenhos de moda, produtos de beleza ou arte”. Muitos questionam esta posição que surgiu perante a necessidade dos designers mostrarem as suas criações.

Retrocedamos então no tempo para nos situarmos no ponto de partida: as primeiras modelos das que se tem notícia eram as mulheres dos estilistas,  que mostravam as criações dos seus maridos às clientes, mas chegou a um ponto onde os designers começaram a usar de maneira exclusiva determinadas mulheres para as mesmas serem identificadas com a sua marca de roupa. Assim nasceram as modelos.

Marie Vernet, a primeira modelo que se tem conhecimento
Marie Vernet, a primeira modelo que se tem conhecimento

Mas, depois tanta demanda e fornecimento tanto de modelos como de agências de modelos, estas começaram a trabalhar para qualquer empresa: publicidade, desfiles… Elas eram  manequins que trabalhavam o corpo, rosto, modo de posar e andar, até que algumas se começavam a destacar em detrimento de outras.

Ícones de estilo ou ícones de moda?

Assim, as modelos tornaram-se ícones de estilo ou ícones de moda graças à sua peculiar beleza ou elegância e muitos centravam-se em se “a tal modelo” estaria no desfile de “tal firma” ou não. Os titulares já não começavam com uma descrição da colecção, sim sobre os modelos do momento que apresentavam a colecção.

Depois do “boom” das Top models (ou Supermodelos) que começaram a cobrar avultadas quantias por desfile sabendo que  a sua presença neles marcava a diferença, voltaram-se a escolher modelos mais neutros e com uma beleza menos impressionante para que os convidados se fixarem unicamente no design que levavam, mas pouco a pouco tornaram-se numa nova era de modelos que voltam a fazer com que os olhares “caiam” sobre elas.

Parece que o mundo da moda está a começar a dar a volta de novo e agora não se descobrem modelos graças às firmas para as quais trabalham, parecendo sim que agora as modelos dão mais notoriedade às empresas se trabalharem para elas.

Se a modelo do momento usa uma carteira marca “X” as suas seguidoras quererão ficar com essa carteira, ou se desfilou para” Y” procuramos o vídeo do desfile para ver o “seu momento”.

Então inquiro-me: as modelos estão a assumir o controle da moda?

Paulo Costa

Imagens: divulgação Modelo para a moda ou a moda para a modelo? .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados