Morre aos 20 anos o modelo Celso Santebañes

Morre aos 20 anos o modelo Celso Santebañes

Celso Santebañes morreu aos 20 anos, cinco meses apenas depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro, mais concretamente uma leucemia.

Santebañes, foi um jovem que se tornou muito popular nas redes sociais, pela sua obsessão de se parecer fisicamente com Ken, o namorado da Barbie.

O jovem terá gasto mais de 35.000 euros em operações estéticas destinadas a torná-lo o mais parecido possível com o seu ídolo de borracha, mas essa obsessão acabou por o matar. O cancro, ao que tudo indica, foi o resultado de gel que tinha sido injectado nas suas pernas.

"Ken humano", como era conhecido na Internet
“Ken humano”, como era conhecido na Internet

O “Ken humano”, como era conhecido na Internet, publicava muitas vezes fotografias que mostravam como a sua aparência estava cada vez mais semelhante ao namorado da Barbie.

Em nota oficial, o Hospital de Clínicas de Uberlândia, onde o modelo estava internado desde o final de Maio, informou sobre o sucedido.

Santebanês tinha uma namorada, Jennifer Pamplona
Santebanês tinha uma namorada, Jennifer Pamplona

“É com pesar que o Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia informa que o paciente Celso Santebañes, portador de Leucemia Linfóide Aguda Philadelphia positivo, faleceu às 16h30 do dia 4 de junho de 2015 em decorrência do  agravamento do quadro clínico pela pneumonia na fase de imunossupressão da quimioterapia”, dizia o comunicado.

Santebanês tinha uma namorada, Jennifer Pamplona, cujo relacionamento do casal foi assumido em Maio. Pamplona disse que conheceu Santebãnes num programa  televisivo. O casal estava junto desde dezembro de 2014, mas foi apenas em Março que realmente veio o pedido de namoro.

Logo após a divulgação nos órgãos de comunicação social, comentários surgiram sobre a masculinidade de Celso Santebãnes. “Primeiro as pessoas têm que ter consideração. Sempre fui muito educada, mas se ouvir comentários maldosos a respeito do meu namorado, não me  vou me poupar em perder a cabeça. Respeito é o mínimo que uma pessoa pode oferecer a outra”, disse Pamplona.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados