Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor

Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor

Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor

A forma como os consumidores pensam está a mudar e isso força o mercado a repensar a relação tradicional entre marcas e consumidores. Ficaram para trás os dias em que as maiores preocupações da marca era a de lançar um produto novo, actualmente é necessário, antes de tudo, trabalhar os valores da sua oferta e criar relações com o seu público alvo.

No livro de 2018 Futuro+Umano, o sociologista italiano Francesco Morace define a nova geração de consumidores como: “empresas criativas que desafiam constantemente as marcas a em vez de criar novos produtos”, divulgou o site “Portugal Têxtil”. Percebe-se então que os objectivos dos consumidores está a mudar, o que faz o mercado repensar a relação tradicional entre consumidor e marca.

Além de produtos, as marcas passaram a ter que trabalhar os valores da sua marca. Esta nova forma de pensar do consumidor pode encorajar o mercado a adoptar estratégias de design e do pensamento criativo, dando prioridade à colaboração, transparência, expressão e participação.

Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor

Ainda de acordo com o site, a Internet e as redes sociais mudaram não só a forma de consumo, mas também a forma de pensar. “Os consumidores contemporâneos podem aceder a um mercado fluído e ilimitado de escolhas para criar uma identidade que vai além do género, classe, raça ou estilo de vida e o que atrai este novo consumidor é o conjunto de valores, crenças e experiências: o mindstyle, que significa ‘estilo da mente’ “, foi divulgado pela plataforma.

Actualmente as marcas já não procuram representar as classes sociais e o seu estilo, mas construir uma narrativa que apela à mentalidade dos consumidores. Neste cenário, as marcas se tornam exemplos para a sociedade, este processo transformou a iteração entre marcas e consumidores numa relação íntima e humana.

Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor

A narrativa do mindstyle cria uma cumplicidade e uma sensação de intimidade entre os consumidores e a marca. De acordo com a matéria publicada pela “Portugal Têxtil” “uma marca deve ser capaz de se focar em três aspectos do design para conquistar o consumidor mindstyle: alinhar-se com as necessidades cognitivas individuais, criar uma experiência subjectiva e permitir uma história colectiva”, afirma o sociologista Francesco Morace. Ao longo que a relação entre marca e consumidor evolui, os consumidores exibem mais confiança e interesse.

Imagens: divulgação Mudam os tempos, surge nova relação entre marca/consumidor  .
Texto: Geovana Tavares
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados