O Brexit para a industria da moda na economia europeia

O Brexit para a industria da moda na economia europeia

OPINIÃO – Depois de 47 anos pertencentes à União Europeia, o Reino Unido decide abandona-la sem deixar de causar um golpe que vai além do desastre político e económico.

É claro que, à priori, muitas coisas podem mudar, levando em consideração as relações estreitas que empresas de outros países da união mantêm com as ilhas. Como não poderia ser de outra forma, a moda é um dos setores que notará a sua ausência.

Não esqueçamos que, se o mercado de ações de Londres é importante para a estabilidade da economia europeia, a perda do mercado com uma referência mundial da moda não o será menos.

Mas como afetará isso a moda no resto da Europa?

A mudança nas taxas de câmbio causam um aumento nas exportações e importações de ou para o Reino Unido. Além disso, o turismo pode começar a tremer à medida que surgem novas limitações, como vistos e outras permissões. Marcas estabelecidas há muitos anos e que já fazem parte do cenário londrino, bem como marcas inglesas com exportações mundiais como a Burberry, podem sofrer grandes perdas irreparáveis.

O Brexit para a industria da moda na economia europeia

E o que pensam as celebridades britânicas disto tudo? Alexa Chung, Emilia Clarke, Keira Knightley ou a atriz Elizabeth Hurley, entre outras, têm apoiado desde o início até a saída do Reino Unido da União Europeia.

Só podemos dizer: God Save the Queen!

Jorge Salgado

Imagens: divulgação O Brexit para a industria da moda na economia europeia . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.