Orgasmos que deves (e tens) de experimentar sozinha

Esta sensação é uma das melhores que podemos experimentar, pelo que a solidão não pode ser o pretexto para deixar passar.

Acabou-se o tédio no teu quarto antes de dormir, pois tens muito que praticar com a tua zona íntima para experimentar os melhores orgasmos e conhecer mais a fundo os teus pontos de excitação.

Aplica-os!

Ataca o teu ponto G. Encontra-se a poucos centímetros acima da tua parede vaginal, por isso auto-explora-te e encontra-o! É fácil de distinguir, porque tem uma textura áspera e quando o pressionas vais sentir muita pressão no teu ventre inferior. Assim que o detectares, faz alguns movimentos simultâneos e acelera o ritmo.

O clítoris, o teu melhor amigo!

Esta área do teu corpo tem mais de 8 mil terminações nervosas e foi concebido como  a nossa principal zona de excitação, portanto saca proveito com algum sex toy ou vibrador, e verás como é fácil chegar ao clímax de forma muito mais intensa.

Combina-os! Orgasmos que deves (e tens) de experimentar sozinha

Se os 2 anteriores te fizerem explodir ao máximo separadamente, agora imagina o nível de prazer que sentirás se os aplicares ao mesmo tempo. Para isso, podes introduzir os dedos na tua vagina e deixar a palma da tua mão carregando suavemente no teu clítoris movendo-a de cima para baixo, é apenas uma questão de controlar o ritmo.

Solteira? Sozinha? Desfruta. .

Imagens: divulgação Orgasmos que deves (e tens) de experimentar sozinha Orgasmos que deves (e tens) de experimentar sozinha
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.