Os medos sexuais dos homens são uma realidade

Os medos sexuais dos homens são uma realidade

Fazer amor é uma delícia — e isso é inegável. O sexo ocupa uma parte bastante importante nas  nossas vidas. E essa importância tão grande acabou gerando, além do prazer, medos. Pois é, o acto sexual é um momento que pode trazer tanto prazeres indescritíveis como temores assombrosos e bastante comuns.

É o medo de não dar conta do recado, do preservativo furar, de ficar com alguma doença, de ser inexperiente…

Uma pesquisa recente em larga escala com homens de idades entre 18 e 50 anos revelou cinco grandes medos sexuais. Apresentamo-los a seguir.

O medo da traição é o mais comum. Ele pode ocorrer tanto no homem quanto na mulher e em alguns relacionamentos acontece em ambos, mas isto não significa que acontecem ao mesmo tempo. O medo da traição pode ter inicio na relação dependendo de sua qualidade, sendo mais comum nos momento de crise. As experiências vividas por homens que já foram traídos podem acarretar este medo com maior frequência no relacionamento, deixando-o desconfiado e principalmente com maiores dificuldades em confiar novamente em alguém para ter uma relação saudável.

Descobriu-se que a maioria dos homens tem medo de uma gravidez não planeada (84% dos inquiridos). O medo subconsciente de gravidez é uma das causas mais comuns de impotência nos homens.

Outro medo do sexo masculino é surpreendente. 70% de metade da humanidade tem medo das virgens! Acontece que o tempo passou, quando a castidade da mulher era um pré-requisito indispensável para o casamento apropriado. E algumas mulheres não são mais um ideal para o homem. O que é a culpa (medo de sangue, fisiológico ou razões psicológicas), não publicado. Para efeito de comparação — apenas 38% das mulheres não querem que os seus primeiros homens sejam virgens.

Será que ela está a gostar? O sexo, por si só, é quase um espectáculo. Entre quatro paredes, vale praticamente tudo, desde que haja respeito. Dessa forma, não há nada que impeça a mulher de encenar um prazer que, na verdade, não existe – ou, ao menos, não existe tão intensamente – e muitas fazem-no, de facto. No truque feminino utilizado para agradar reside um grande temor masculino: será que ela realmente está a gostar?

hom2

68% dos homens tem medo de se comparar aos outros homens sexualmente. E estamos a falar não tanto sobre o tamanho da masculinidade. Não é o tamanho que é importante, mas a capacidade de o usar. A maioria dos medos surgem na capacidade sexual, expressão brilhante de sentimentos, fantasias sexuais, a capacidade de experimentar — isto é, no plano da compatibilidade psicológica dos parceiros. Os homens vão abaixo com facilidade quando a mulher diz que “o namorado anterior era um romântico, afectuoso, energético”, etc. Claro, a mulher inteligente nunca vai comparar publicamente os méritos dos seus parceiros. Mas os homens têm medo não só do que as mulheres dizem mas do que pensam.

O facto de que muitos homens são egoístas, foi confirmado pelas estatísticas. Apenas 46% dos homens não têm medo de encontrar a sua parceira. Ou seja, mais da metade dos homens só se preocupa com a satisfação dos seus próprios desejos sexuais, não se importando com os desejos da mulher.

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.