Os segredos do Tai Chi

Os segredos do Tai Chi

O Tai Chi é uma arte marcial de meditação, praticado por milhares de pessoas em todo o mundo. Na China, é comum ver pessoas a praticá-lo como rotina diária, por exemplo num parque antes de ir trabalhar. Este tipo de terapia complementar, despertou recentemente muito interesse devido às investigações que demonstram certos benefícios para a saúde – particularmente na melhoria da força e do equilíbrio. O melhor de tudo é que qualquer pessoa pode praticar esta modalidade, uma vez que é um exercício de baixo impacto, sendo inclusive aconselhado para o bem-estar geral de uma pessoa de qualquer idade.

Tai chi: O mistério

Pouco se sabe sobre as origens do Tai Chi. Segundo a lenda popular chinesa, surgiu pelas mãos de um monge chamado Chang San-Feng – daí o nome “tai chi chang”. É credível que os movimentos sejam baseados nos animais, mexer o corpo devagar, com leveza e elegância através de uma série de posturas. A ênfase está na meditação. Isto quer dizer que devemos deixar de lado os pensamentos, já que estes nos distraem, relaxando-nos e respirando profundamente.

Depois de aprender a rotina, um indivíduo é capaz de se mover e mudar de uma postura para outra de maneira continuada.

Tai Chi: o símbolo
Tai Chi: o símbolo

Tai Chi para gente ocupada

O tipo mais popular de Tai Chi é o estilo Yang, com 108 posturas diferentes. Existem outros quatro tipos diferentes, chamados Chen, Hao, Wu e Sun. Como as posturas não têm limite de tempo, é possível praticar o Tai Chi nos tempos de ócio, o tempo que desejarmos, e no sítio que for mais adequado.

Tai Chi: saúde e longevidade

De acordo com a medicina tradicional chinesa, uma energia conhecida com o nome de “qi” (pronunciado “chi”) corre através do nosso corpo. Se estamos “stressados” ou mal-estar, acredita-se que o fluir do “qi” se alterou. No Tai Chi, os conceitos do Yin e do Yang (forças opostas) utilizam-se para ajudar a restaurar o fluir do “qi” e manter um equilíbrio na saúde do nosso organismo. Embora estes conceitos não se reconheçam na medicina moderna, algumas investigações reconhecem os benefícios físicos e psicológicos do Tai Chi. Por exemplo, praticar sessões regularmente melhora a saúde física e mental em geral, e pode ajudar a melhorar os sintomas de algumas doenças, como por exemplo:

  • Osteoartrite: quem sofre desta doença, o Tai Chi pode ajudar a aliviar a dor e a falta de mobilidade das articulações, especialmente nos joelhos.
  • Artrite reumatoide: ainda que o Tai Chi não chegue a reduzir significativamente a dor ou o inchaço das articulações, melhora a flexibilidade, principalmente nos tornozelos.
  • Tensão alta (pressão sanguínea): as sessões regulares de Tai Chi ajudam a reduzir a pressão sanguínea em apenas algumas semanas. Estudos recentes mostram que pode reduzir consideravelmente a pressão nas pessoas que já tiveram um acidente cardíaco.

Os benefícios do Tai Chi a longo prazo não são bem conhecidos, pelo que é preciso conhecer com maior precisão o modo como nos afecta esta prática no organismo. No entanto, é uma forma de exercício segura e saudável, que estimula a saúde mental, trazendo bem-estar e felicidade.

Tai Chi para todos

Devido ao baixo impacto do Tai Chi (significa que não faz pressão nos ossos e articulações), a maioria das pessoas pode praticá-lo. Estas são boas notícias, especialmente para aqueles que já não são tão jovens para começar uma nova actividade física. Por exemplo, um programa de Tai Chi ajudar-lhe-á a melhorar a força muscular, a flexibilidade, o equilíbrio e o tempo de reação. Trará mais firmeza aos pés, reduzindo, assim, os riscos de quedas.

Tai Chi: para todas as idades
Tai Chi: para todas as idades

O Tai Chi é adequado para quem?

Como qualquer outro exercício, é conveniente consultar o médico antes de o começar a praticar, especialmente os portadores de alguma doença. Grávidas, com uma hérnia, dor de costas ou osteoporose grave, o professor de Tai Chi recomendará modificar ou evitar certas posturas. Não esquecer: é possível participar mas sempre com especial atenção com as posturas adoptadas e movimentos realizados. Começando a melhorar a força e flexibilidade pouco a pouco, o individuo ganhará mais segurança sobre si e sentir-se-á mais capacitado.

Por isso, para quem pretender adoptar esta prática de meditação, porque não começar já hoje?

Passos a seguir:

  • Valorize a sua saúde. Se tem uma doença, ou não pratica exercício há muito tempo, consulte o seu médico antes de começar a praticar Tai Chi.
  •  Investigue. Verifique se o professor é qualificado e tem experiência antes de começar o programa.
  • Reúna-se. É uma boa ideia formar, no início, um grupo, especialmente se nunca praticou Tai Chi.
  • Divirta-se. O Tai Chi é praticado por milhares de pessoas em todo o mundo, todos os dias e por uma boa razão – é relaxante e agradável.
O Tendências informa: A informação facilitada por este meio não pode, em caso algum, substituir um serviço de atenção médica, assim como também não se deve utilizar com a finalidade de estabelecer um diagnóstico, ou escolher um tratamento em casos particulares.
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.