Fotógrafo Patrick Demarchelier acusado de assédio sexual

Sete mulheres denunciaram ao jornal Boston Globe que foram assediadas pelo artista francês, reconhecido pelos seus retratos de Lady Di, Madonna ou Angelina Jolie

O fotógrafo de moda francês, Patrick Demarchelier, foi acusado de assédio sexual por várias mulheres, cujo testemunho foi recolhido pelo jornal Boston Globe.

O jornal evoca principalmente o caso de uma ex-assistente do fotógrafo. Mantendo o anonimato, essa mulher menciona ter cedido aos seus insistentes avanços por medo de comprometer o seu futuro profissional se continuasse a recusar.

Também afirmou ter perguntado à directora artístico do grupo Condé Nast, a renomada Anna Wintour, para não deixar o fotógrafo trabalhar com modelos jovens.

O Boston Globe também cita o caso de outras seis mulheres que acusam o francês de assédio sexual. Uma delas afirma que o fotógrafo colocou a mão nos seus órgãos genitais e outra que a agarrou pelos seios.

O francês é um dos fotógrafos de moda e entretenimento mais reconhecidos. Algumas das suas fotografias da princesa Diana, Madonna ou Angelina Jolie deram a volta ao mundo.

O Globe Spotlight Team, que realizou a investigação, é uma equipa de seis jornalistas que, em 2002, revelaram como a hierarquia católica local havia encoberto o abuso sexual cometido por cerca de 90 sacerdotes em Boston e nas redondezas durante décadas.

Essa investigação serviu de base para o filme Spotlight, que em 2016 recebeu o Óscar pelo melhor filme.

A pesquisa Globe sobre o mundo da moda também questiona outros fotógrafos, incluindo Seth Sabal, Greg Kadel, Andre Passos e o estilista Karl Templer, por assédio sexual.

Fonte: AFP

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.