Peças de moda mais valiosas do que o ouro

Peças de moda mais valiosas do que o ouro

Peças de moda mais valiosas do que o ouro

Carteiras, sapatilhas e algumas jóias podem-se tornar mais valiosas do que o próprio metal dourado. Vamos-te dizer quais os objectos de moda que invadiram o mercado e passaram a ter um preço como um carro ou uma casa.

A moda move milhões de euros. Seja de alta costura, “fast fashion”, itens promovidos por influencers ou importantes peças de joelharia, tudo gera dinheiro e amplia os bolsos dos seus proprietários ou criadores.

Nalguns casos, o impacto e o sucesso de um artigo têm sido tão grandes que alguns especialistas consideram que é melhor investir neles do que no mercado de acções ou barras de ouro.

E nesta lista inédita e luxuosa estão carteiras e sapatos, como peças altamente cobiçadas. A seguir estão sete objectos de moda que, sem dúvida, aqueles que os adquirem têm um bom suporte monetário.

Supreme e Vuitton

O urbano fundiu-se com o luxo na colecção de carteiras Louis Vuitton x Supreme. Couro, em cor vermelha e com um logótipo em branco, esta proposta arrasou em 2017. Influencers, actores e modelos renderam-se à série, cuja peça para a época rondava entre os 2000 e 4500 euros. O seu valor agora é 20 vezes maior do que o original. Uma jóia nos armários.

Carteira Birkin

Peças de moda mais valiosas do que o ouro

A casa francesa Hèrmes construiu o seu império graças à qualidade de três tipos de carteiras: a linha Birkin, Constance e Kelly. Fabricadas à mão, com materiais da mais alta qualidade e, às vezes, incrustadas com pedras preciosas, essas carteiras podem custar tanto ou mais do que uma casa. Em 2014, uma pessoa chegou a pagar  380.000 dólares (cerca de 342.484 euros) por um modelo raro.

Yeezy, Adidas

O cantor Kanye West é a estrela colaboradora na criação desta sapatilha. Há um um ano atrás, foram lançadas ao preço de 180 euros, e agora triplicam o preço original. O seu design peculiar tornou-se um item de culto. E, como disse a empresa de consultoria Bain & Co, os calçados desportivos agora geram mais de  300 milhões de dólares (cerca de 270 milhões de euros) em todo o mundo.

Carteira Chanel

Como mencionamos, as carteiras são uma mina de ouro. Chanel fê-lo com o modelo 2.55. Este objecto surgiu nos anos 50 e, na época, o seu preço era cerca de 300 euros. Com o passar do tempo, o seu preço chegou a 3700 euros e a cada ano aumenta 15%. Mas o seu valor torna-se selvagem quando é vendida em lojas de leilão, pois ultrapassou 9.000 euros.

Air Force 1, Nike

Este modelo faz história desde 1982, o ano do seu lançamento. O designer Bruce Kilgore criou este modelo icónico, que logo se tornou o calçado oficial da NBA. Estilos diferentes superaram centenas de dólares, mas foi o modelo criado pelo rapper Big Boi em 2007, incrustado de diamantes, que chegou aos 50.000 dólares (cerca de 45.000 euros).

Daytona Rolex

Peças de moda mais valiosas do que o ouro

A relojoaria é uma indústria de milhões. A marca Rolex é sinonimo de luxo e exclusividade e os seus diferentes modelos podem ser um excelente investimento. Em quatro anos, os estilos mais clássicos de Daytona dobraram o seu valor. Em aço inoxidável, ouro ou pedras preciosas, o seu preço é desmesurado.

Air Jordan 5 Tokyo

Peças de moda mais valiosas do que o ouro

Em 2011, a empresa Nike criou este modelo desportivo em comemoração à abertura de uma das suas lojas na capital japonesa. Naquele ano, o modelo valia 220 dólares (cerca de 190 euros) e ninguém imaginava que oito anos depois o mesmo par de sapatilhas custaria mais de 2.000 dólares (cerca de 1.800 euros). E cada vez mais esse preço aumenta…

Imagens: divulgação Peças de moda mais valiosas do que o ouro .  .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados