A penetração é o menos importante no sexo (acredites ou não)

A penetração é o menos importante no sexo (acredites ou não)

O orgasmo é uma coisa séria.

Pesquisas revelaram que apenas 18% das mulheres disseram que conseguiram alcançar o orgasmo através da penetração vaginal.

O sexo não é unicamente penetração, nem tão pouco é suficiente numa relação

íntima. Isso é parte dos resultados de um estudo recentemente divulgado pela Universidade de Indiana.

O relatório confirmou que as mulheres necessitam de adições no momento do sexo para alcançar o ponto máximo. Uma delas é a estimulação do clitóris.

“O nosso objetivo foi entender mais sobre as experiências das mulheres com os tipos de toques que acham prazerosos e como o estímulo do clitóris e vaginal contribuem para os seus orgasmos”, disse à CNN Debby Herbenick, directora do Centro de Promoção da Saúde Sexual da Universidade de Indiana, sobre o alcance  do estudo.

De acordo com os resultados, 36% das entrevistadas disseram que precisavam de estimulação do clitóris para o orgasmo durante o sexo, e outras 36% disseram que a estimulação melhorava a experiência.

A pesquisa também revelou que apenas 18% das mulheres disseram ser capaz de  atingir o clímax através da penetração vaginal.

De acordo com os resultados do exame, algumas acções que ajudam as mulheres a atingir o orgasmo, além da estimulação do clitóris, são: tempo prévio de excitação, sensação de atracção pelo parceiro e intimidade emocional.

Não é a duração que importa

Outro dado importante que demonstrou o estudo é que, para 78% das entrevistadas, os melhores orgasmos não dependem necessariamente da duração do encontro sexual. A maioria não considerou que uma relação sexual mais longa contribuísse para melhores orgasmos.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados