Perigo: dietas milagrosas!

Perigo: dietas milagrosas!

Perigo: dietas milagrosas!

Com a chegada do Verão,  chegam também as corridas para os ginásios e a procura de uma dieta que resolva em poucos dias o que deveria ter sido feito a longo prazo. O Tendências Online  lembra que é preciso ter muito cuidado e atenção redobrada com dietas que prometem milagres em pouco tempo.

Vejamos os seguintes pontos:
  1. Não existem dietas milagrosa;
  2. Não se deve acreditar em emails ou qualquer tipo de anúncio sobre esse assunto;
  3. Não mudar e/ou consumir qualquer tipo de medicamento sem antes consultar um médico especialista ;
  4. O emagrecimento é um processo lento e se ocorrer de forma rápida pode ser prejudicial à saúde;
  5. Muitas vezes o peso perdido nessas dietas milagrosas não é de gordura, sim músculos e água;
  6. Nem sempre uma dieta que funciona com uma pessoa será eficaz para outra;
  7. Essas dietas podem até trazer algum resultado, porém, pode ser desastroso assim que a dieta é abandonada, causando o famoso “efeito retorno”;
  8. Para emagrecer não basta só ingerir menos calorias, é necessário a prática paralela de actividade física;
  9. As dietas feitas sem prescrição médica podem causar desgaste ao organismo;
  10. Cada pessoa possui necessidades nutricionais específicas.
Porque são perigosas as dietas milagrosas?

As dietas milagrosas são aquelas que prometem uma perda de peso impressionante num curto espaço de tempo. Normalmente a estratégia que utilizam é restringir o consumo de alguns nutrientes que consideram prejudicais ao processo de emagrecimento.

Os resultados prometidos pelas dietas milagrosas podem até ser bastante tentadores, no entanto, é importante ter em mente que esse tipo de dieta é extremamente nocivo para a saúde e para o próprio processo de emagrecimento. Mais adiante vamos perceber o porquê.

Para proporcionar os resultados impressionantes praticamente todas as dietas milagrosas estimulam a adopção de uma única estratégia: uma drástica redução calórica e de nutrientes.

Essa estratégia costuma realmente provocar uma imensa perda de peso num curtíssimo espaço de tempo, no entanto, é um emagrecimento falso, pois o que se perde é apenas água e músculos, e não gordura – claro que existe também a perda de gordura, mas é uma perda insignificante.

Normalmente as dietas milagrosas restringem o consumo de hidratos de carbono e estimulam o consumo exagerado de proteínas. Isso gera vários problemas.

O primeiro é que a falta de hidratos de carbono provoca uma série de sintomas desagradáveis, como, por exemplo: indisposição, irritabilidade, fraqueza, cansaço, tonturas, insónia, dores de cabeça, visão turva, entre outros.

O segundo problema é que a ingestão insuficiente de nutrientes obriga o organismo a entrar no chamado “modo de economia”. Isso quer dizer que ele diminui o metabolismo e começa a economizar energia. Isso traz um efeito muito negativo para o emagrecimento, pois o corpo passa a gastar menos calorias para realizar as actividades diárias.

O terceiro problema é que a perda de músculos que sucede durante uma dieta muito restritiva favorece ainda mais a desaceleração do metabolismo (o que faz o corpo gastar ainda menos energia). Essa desaceleração extrema do metabolismo favorece o “efeito retorno”.

Mas como a desaceleração do metabolismo favorece o “efeito retorno”?

Quando uma pessoa termina uma dieta milagrosa, normalmente ela volta a comer normalmente. Como o seu metabolismo está bem mais lento, ou seja, o seu corpo está a gastar muito menos energia para se manter vivo, a maior parte da energia proveniente dos alimentos passa ficar em stock no organismo. Isso fará a pessoa engordar tão rapidamente quanto emagreceu. E é aqui que surge o “efeito retorno”, o fantasma mais comum que assombra as pessoas que fazem dietas milagrosas.

Outro problema bastante grave é que a ingestão exagerada de proteínas pode provocar complicações renais, como, por exemplo, a insuficiência renal.

Uma dieta muito restritiva também amplia todos os tipos de tentações alimentares.

Durante um regime restritivo sentiremos uma fome absurda e uma vontade arrebatadora  de comer doces e todo o tipo de alimentos calóricos. Essas tentações são sinais que o corpo nos envia. Tenta desesperadamente dizer que não está a aguentar e devemos parar essa dieta milagrosa.

Estas tentações vão inevitavelmente causar distúrbios psicológicos, atormentar os nossos dias, e quando terminarmos a dieta, sentiremos uma doce sensação de liberdade, e  com toda a certeza voltaremos a comer tudo aquilo que comíamos antes, e que nos levou a ficar acima do peso.

E não adiantam as promessas de que após as duas semanas da dieta milagrosa vamos mudar a nossa alimentação para um regime mais saudável. Como a estratégia foi radical, ou seja, não foi focada numa mudança de hábitos, muito dificilmente se  conseguirá cumprir as promessas feitas. Perigo: dietas milagrosas! Perigo: dietas milagrosas!

Nota: As informações acima apresentadas, têm um carácter meramente informativo não dispensando de forma alguma, a consulta de um especialista ou o seu médico de família.

Artigo originalmente publicado em 18 de Março de 2017
Imagens: divulgação Perigo: dietas milagrosas! Perigo: dietas milagrosas! Perigo: dietas milagrosas!.
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.