Porque não gastas tanto em roupa como antigamente?

Se ainda há bem pouco tempo não conseguias passar uma semana sem uma visita à tua loja favorita à procura de uma pechincha, hoje já não gastas tanto tempo nesse ritual

No entanto, temos boas notícias para ti: a verdade é que não estás sozinha, cada vez se compra menos e cadeias como a H&M já o estão a perceber e a encerrar lojas. As estatísticas mostram que cada vez se gasta menos em roupas e mais em viagens, refeições, actividades, etc. Estas são as razões pelas quais já não compramos tanta roupa:

Comprar já não é uma experiência

Não só há um grande declínio do centro comercial como um lugar para passar o fim de semana, mas novas formas de entretenimento surgiram, como redes sociais, viagens, experiências, programas de televisão, etc. Acabaram-se as tardes com um passeio no shopping (que, obviamente, acabam por derivar em queda nas vendas de roupa), a ver as montras das lojas a apaixonando-te por aquela peça…Agora, se precisas de alguma coisa, procuras na internet e em dois dias tens o produto em casa.

Já não precisas de um guarda-roupa de trabalho e outro para o fim-de-semana

As roupas para o escritório estão-se a tornar mais relaxadas e informais, o que permite que as peças se possam usar durante a semana e um fim-de-semana de relaxamento. Resultado: precisas comprar menos roupa.

As lojas low cost pressionam a baixa nos preços

Cada vez gastamos menos porque, graças à internet, cada vez há mais descontos, lojas, as vendas começam antes e sempre há uma boa oportunidade para baixar o preço, quer seja Black Friday, o Dia dos Namorados, o dia mais triste de ano ou o que quer que seja.

O visual das influencers pode ser facilmente copiado

Já não olhamos apenas para as estrelas de televisão que gastam em roupa de marca, mas sim para os nossos ídolos que são influencers, compram a baixo custo ou dão-nos ideias sobre como combinar a moda e seguir as últimas tendências sem gastar muito.

As tendências já não ditam como te vestes

Antes usavam-se as calças justíssimas, não conseguias encontrar largas em parte nenhuma, por isso, a cada seis meses, precisavas de renovar o teu guarda-roupa completamente porque estava tudo out com a nova temporada. Agora a moda adapta-se à tua personalidade, e podes escolher o que preferes, há muito para escolher, inclusive continuar a usar peças de há anos atrás.

Preferimos reciclar

Estamos cada vez mais conscientes do enorme impacto ambiental do consumo em excesso, e muitas vezes, sobre o facto dos fornecedores de roupas low cost terem condições de trabalho pouco éticas. Algumas cadeias de roupas como a H&M estão-se a esforçar a trabalhar nesse sentido e cada vez veremos mais roupas recicladas e reutilizadas.

A ameaça dos grandes

Cadeias como a Blanco, Hakei e Caramelo, foram forçadas a encerrar. A Amazon está a reunir todos os tipos de vendas, incluindo a moda, e nos Estados Unidos já conseguiu comprovar a ameaça que representa para o comércio minoritário. As grandes cadeias como Zara e Primark também fazem com que cada vez mais juntemos mais as nossas compras e gastemos mais num só sítio do que numa rua com lojas, ou mesmo centros comerciais. .

Agora que descobrimos que não comprar nada durante um ano pode ser uma experiência muito gratificante, vais comprar menos?

Imagens: divulgação Porque não Porque não Porque não
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.