Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa…

Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa…

Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa...

Não se pode negar, as pessoas comuns tendem a dar muito crédito às celebridades. Muitos adoram o ícone da moda do momento, idolatram um desportista famoso, seguem a banda mais popular; e essa fama é um imã cultural poderoso.

Especialistas em comportamento humano analisam várias teorias a esse respeito. Por um lado, a análise básica reduz-nos a que somos seres curiosos, que estamos simplesmente interessados em histórias sensacionalistas, fofocas, fofocas. E que não podemos evitar sermos atraídos por informações sobre casais, ódios pessoais e separações de celebridades; só porque é gratificante para o nosso cérebro. O acima exposto, porque nos causaria satisfação ter a oportunidade de nos desconectarmos dos nossos próprios problemas e verificarmos que existem outros – que vivem uma vida aparentemente “perfeita” – mas que também experimentam misérias. E se eles alcançaram a “glória”, sendo tão humanos quanto eu, por que não posso alcançá-la também?

Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa...

Por outro lado, o interesse pelas celebridades é analisado a partir da nossa essência social como seres humanos; o que nos levaria a prestar atenção aos hábitos e comportamentos dos outros. Embora isso não explicaria porque fazemos isso mais acentuado com as celebridades. Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa…

Alguns argumentam que o interesse em celebridades responde a uma função social. Para alguns escritores de média a mera existência de uma população célebre – com a qual concordar ou discordar – nos possibilita desenvolver um senso de pertence. Segundo o antropólogo social J. Tehrani, a cultura da celebridade coloca esses ícones em toda parte (na televisão, nos jornais, na imprensa, na publicidade, etc.). Por quê? Porque sabe que a percepção do valor é influenciada pela fama. Assim, um produto pode facilmente tornar-se mais visível e desejável para todos.

Finalmente, todos os itens acima parecem ser protegidos num mundo em que coexistimos com uma sobrecarga de média, um sistema complexo de classes sociais, culturas mistas e critérios de sucesso bastante particulares. E é assim que a fama acaba tornando-se um fim em si mesma; independentemente do que nos fez “famosos”.

Jorge Salgado

Imagens: divulgação Porque veneramos tanto as celebridades? Uma verdade curiosa…   .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Pode utilizar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar