Publicidade #ad dos influencers: verdade ou simples negócio?

Publicidade #ad dos influencers: verdade ou simples negócio?

Um prescritor moda divulga nas redes sociais uma imagem onde posa com um par de jeans. A ti agradam-te, encaixam-se no seu estilo e compras. As marcas descobriram o grande potencial publicitário dos influencers. Agora apostam em fazer parcerias económicas com esses líderes de opinião. Estes mercantilizaram o seu poder de influência segundo os especialistas em marketing de influencers.

A partir daí, é lógico que o consumidor se questione se a escolha dessas peças de roupas por parte dos influencers é inocente ou fruto de uma troca de interesses com marcas de moda. A polémica estava servida depois de se conhecerem as quantias astronómicas estabelecidas nestas promoções.

A Federal Trade Comission dos Estados Unidos (FTC) foi a primeira organização que tentou regulamentar esta situação. Segundo defende esta comissão, todas as imagens patrocinados deverão ser publicadas em ‘hahstags’ como #ad, #partner ou #sponsored, onde se deve especificar que se trata de um conteúdo pago. Não seguir esta regra, portanto, estar-se-ia incorrendo em delito.

Celebridades como Selena Gómez, Kendall Jenner ou Chiara Ferragni adoptaram essa normativa imediatamente e acrescentaram essas tags às suas publicações.


Quanto a nós, Tendências Online Portugal,  parece-me algo correcto. Seria bom uma medida deste tipo em Portugal, mas aqui andamos sempre… Atrás no tempo…

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.