Purpurina na vagina não é fantasia, é tendência, e perigosa

Purpurina na vagina não é fantasia, é tendência, e perigosa

Purpurina na vagina não é fantasia, é tendência, e perigosa

OPINIÃO – Convenhamos que gostamos de um brilho, mas tudo tem um limite. Ora o que se passa é que uma tendência muito louca circula por aí e, pelo menos eu, não a vou não querer copiar, mesmo que pareça fantasia. Consegues imaginar ir ao quarto de banho para fazer as tuas necessidades e isso tornar-se numa explosão de cor? Ou fazer sexo e termines com purpurina até aos ouvidos?

Certamente estás a interrogar-te sobre o assunto ou quiçá até já tenhas ouvido falar disso, mas de qualquer maneira eu digo-vos em que consiste (e tiro-vos um pouco a vontade de o fazer). Porque aqui, a saúde acima de tudo e muito top que possa parecer…Não me convence: criaram uma pílula que faz com que te saia purpurina  através da vagina e de outros lugares!!!

Mas…É essa invenção necessária? Alguém olha para o baixo enquanto vai ao quarto de banho? Bem, os criadores destas cápsulas, sim. trata-se do “Passion Dust” e aparentemente foram criadas para ter relações sexuais de uma maneira diferente. Digamos que…Podes ter orgasmos de unicórnio.

Purpurina na vagina não é fantasia, é tendência, e perigosa

Embora possa parecer muito “cool” que, enquanto estás lá com o teu parceiro, de repente, parece isso pareça fogo de artifício, é verdade que pode ser perigoso, embora a partir do site da marca digam que de perigoso não tem nada. Contudo, digo-vos o que este pó unidireccional consiste: introduzir uma cápsula na vagina quando a coisa começa a ficar interessante para que o calor do próprio corpo a dissolva. Atenção que o efeito do glitter pode durar até três dias, mas convenhamos, podes estar a deitar purpurina fora durante mil anos…Cuidado na praia!

Dizem que as cápsulas podem ser reutilizadas, embora não seja recomendado, e que a higiene deve ser mantida se não quisermos que tudo isso se torne num circo. Ah, e muito importante: não é um anticoncepcional ou lubrificante e não se podem esquecer de usar sempre um preservativo.

Mas há mais. No site da marca também dão a opção de ingerir as pílulas para que as fezes sejam coloridas. Meninas, melhor perguntar ao médico antes de conseguir qualquer coisa em qualquer lugar, ou começas a surgir os desgostos…

Enfim, isto parece sem dúvida mais “top” do que o Coachella!

Mas por favor! O que acham desta tendência maluca? Eu gosto de purpurina, mas prefiro atirá-la noutros lugares…

Maria Tavares

Imagens: divulgação Purpurina na vagina não é fantasia, é tendência, e perigosa . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados