Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais

Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais

Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais

Os casais que estão a enfrentar problemas de relacionamento, em consequência do confinamento forçado, podem agora usufruir de aconselhamento online gratuito. A iniciativa “Fale Comigo”, da sexóloga e especialista em inteligência emocional Aline Castelo Branco pretende ajudar a ultrapassar os desafios e a fortalecer as relações.

Numa altura em que o isolamento social força os casais a ficar entre quatro paredes, aumenta a preocupação com o fim dos relacionamentos e o surgimento de casos de violência doméstica. A experiência de quem passou pelo mesmo assim o indica: 90% das denúncias de violência na cidade chinesa de Jingzhou foram relacionadas ao confinamento imposto.

Com o objectivo de ajudar a prevenir estas situações, a sexóloga e especialista em inteligência emocional Aline Castelo Branco decidiu lançar uma iniciativa única e solidária para casais. “Fale Comigo” oferece consultas online totalmente gratuitas a quem está, nesta fase de emergência, a passar por problemas e pretende ganhar ferramentas para ultrapassar os desafios e fortalecer a relação.

Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais

Um desafio sem precedentes

De acordo com a especialista, “o isolamento social representa um desafio para os casais que passaram a conviver 24 horas, sem interrupção. A tensão pode levar ao aumento de conflitos, discussões e falta de diálogo, mas a quarentena não pode ser uma desculpa para todos os problemas”.

Para prevenir atitudes indesejadas e até um possível divórcio, os casais têm de agir desde já. “É necessário aprender a manter o equilíbrio entre a emoção e a razão neste momento difícil para evitar problemas no futuro, quando a quarentena terminar”, sublinha Aline Castelo Branco.

Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais

Para aceder ao aconselhamento desta iniciativa, que antecede o lançamento de um instituto dedicado ao desenvolvimento humano e sexualidade em Portugal, é necessário participar de uma selecção prévia online, através da qual as pessoas respondem a um formulário para análise comportamental.

Todo o processo é confidencial e só acedem ao aconselhamento os casais considerados em situação de conflito ou emocionalmente afetados. “A nossa intenção é oferecer informação séria e promover a saúde emocional, mental, sexual e relacional a quem necessita de ajuda e quer transformar a sua vida, para atingir o próximo nível”, conclui a especialista.

Imagens: divulgação Quarentena: Sexóloga com consultas online para ajudar casais . .
2 Comentários
  1. A minha mulher tem falta de apetite sexual. Tenho que ser eu sempre a tomar a iniciativa, desta forma não me sinto desejado.
    Quando temos sexo, ela vai logo direta ao assunto, saltando a parte dos preliminares que para mim é muito importante.
    Não gosta de me tocar nem de sexo oral, diz que não tem jeito para isso.
    Comprei umas cápsulas ( feminil) já tomou a caixa completa mas não deu resultado.
    Ela sempre foi uma pessoa que tem vários orgasmos quando fazemos sexo, por isso não entendo porque não gosta de o fazer.
    Será que há uma maneira ou algum produto que possa resolver este problema?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.