Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Ter uma altura maior, pernas alongadas e uma figura estilizada é possível se usares um bom par de saltos altos, no entanto, esse efeito positivo sobre a beleza ao longo do tempo pode desencadear sérios problemas de saúde.

Para diferentes actividades do dia-a-dia, como ir para o escritório ou a uma reunião entre amigos, muitas mulheres simplesmente não conseguem passar sem saltos altos.

Outras, por outro lado, reservam-nos para ocasiões especiais, mas também há aquelas que os abandonaram por completo, escolhendo estilos baixos. Embora sejam muito planos, também podem ser prejudiciais.

Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

É inegável que os sapatos são um complemento importante para um outfit perfeito, e se aumentam alguns centímetros e estilizam a figura se tornam um elemento que enfatiza a beleza, proporcionando segurança para muitas mulheres.

Mas essa beleza nem sempre é sinónimo de boa saúde. Tu não precisas bani-los ou mostrá-los como uma obrigação, basta usá-los com a cabeça. Usar saltos altos durante muito tempo às vezes tem consequências negativas para a saúde da mulher. O uso de saltos diariamente modifica todas as articulações do pé, produzindo flexão do joelho e quadril, aumentando a curvatura das costas.

Risco para articulações Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Os tacões de agulha são os que contam com mais detractores, pois além de causar abrasões e feridas nos pés, também causam problemas ósseos, como joanetes, dedos em martelo, calos ou calosidades através de dores nas articulações na parte de trás ou nos joelhos.

Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Segundo os especialistas, andar de saltos altos move o corpo para a frente e força os dedos e ante pé a suportar todo o peso, causando dor e danos nessas extremidades. Acrescentam ainda que, quando a mulher quer exibir saltos altos, o que está a provocar é que se alterem todas as posições articulares do pé: o tornozelo e o joelho ficam mais flexionados, e aumenta a curvatura nas costas.

Como resultado, a dor lombar e as alterações artríticas aparecem tanto no pé quanto noutras partes do corpo, que podem ser irreversíveis. Além disso, usar saltos em excesso afecta o equilíbrio e estabilidade, porque, a musculatura dos lados do pé e perna tem que ser constantemente trabalhada para a mulher se poder equilibrar, e o “bambalear” afecta os joelhos, quadris e costas.

Para alternativa Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Para não desistir desse tipo de calçado, os especialistas recomendam que o calcanhar fique entre 2,5 e 4 centímetros para facilitar o movimento do pé. Mas, além da altura do sapato, a forma também é essencial.

Aconselham desde logo a descartar aqueles sapatos que têm a ponta muito estreita que irá favorecer os dedos encolhidos, causando problemas nos dedos e ante pé, enfatizando também que o uso de saltos encurta o tendão de Aquiles.

Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza

Por sua parte, alguns especialistas acreditam que os saltos altos são parte da nossa cultura, e as mulheres vão continuar a usá-los. Por essa razão, não insistem em que as mulheres se esqueçam de todo esse tipo de calçado, mas sugerem limitar o tempo de uso e optar pelos mais baixos, quando possível. Por exemplo, se vão trabalhar com sapatos de saltos, devem usar sapatos que dão um bom suporte no caminho para o trabalho, e trocar os sapatos assim que cheguem ao escritório.

Imagens: divulgação Saltos altos ou o doloroso e prejudicial custo da beleza .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.