Sauna: benefícios físicos e psicológicos

Sauna: benefícios físicos e psicológicos

Na busca de ferramentas eficazes para aliviar o stress que o ritmo de vida moderna nos provoca, deparamos com a sauna, um método antigo, que continua a revelar-se eficaz.

De dia para dia, descobrem-se novas aplicações terapêuticas para um método que, segundo os finlandeses, “até evapora a raiva”. E esta afirmação não é em vão, pois uma das virtudes mais apreciadas da sauna é a sua capacidade para descarregar as tensões acumuladas durante o dia.

Através da sauna, consegue-se uma ligeira relaxação do organismo, que diminui o fluxo de estímulos nervosos enviados para o cérebro e faz desaparecer estados de angústia injustificados. Este povo nórdico considera-a, inclusive, como a panaceia da felicidade, uma espécie de remédio para todos os males.

O bem-estar proporcionado pela sauna, sente-se a nível físico e psíquico. Com efeito, a sauna possui uma acção anti-depressiva, sedativa e equilibradora das emoções. E este é o aspecto mais valorizado pelos incondicionais dos banhos de calor. Está comprovado que quem faz sauna habitualmente goza de uma vida mais saudável.

Como actua?

Desde o momento que entramos na sauna, o coro experimenta uma série de reacções, devido ao aumento brusco de temperatura. Quase de imediato, surge o suor e abrem-se os poros, o que desencadeia a eliminação de toxinas e a estimulação do fluxo sanguíneo, melhorando a respiração e aliviando dores artríticas e reumáticas. Tudo isto acompanhado de uma grande relaxação, tanto física como mental, razão pelo qual resulta ideal como terapia anti-stress.

A sauna quando praticada de forma regular é bastante saudável
A sauna quando praticada de forma regular é bastante saudável

Embora a sauna não seja a fonte da eterna juventude, ajuda a atrasar o processo de envelhecimento, porque, ao oxigenar todos os tecidos, permite conservar a sua plena vitalidade.

Porém, para desfrutar dos benefícios da sauna, é conveniente realizar, no mínimo, duas sessões por semana, com um máximo de 15 minutos de duração.

Contra-indicações: também as tem?

De facto, a sauna apresenta algumas contra-indicações: quem sofrer de alguma deficiência grave do coração ou do sistema circulatório, como angina de peito, não deve fazer sauna. Também não devem abusar dela as pessoas com uma clara predisposição para sofrer de tensão alta; os doentes com arteriosclerose; quem padecer de algum tipo de doença pulmonar, como a tuberculose, por exemplo; e todas as pessoas que sofrem de perturbações de origem hepática ou nefrítica.

A sauna apresenta algumas contra-indicações
A sauna apresenta algumas contra-indicações

Finalmente, refira-se que não é aconselhável fazer sauna com fome ou, pelo contrário, com o estômago muito cheio. Do mesmo modo, desaconselha-se beber líquidos dentro da sauna, pois dificultaria a desintoxicação.

Instruções de uso

  • É recomendável efectuar a sauna após um esforço, mas deixando descansar o corpo cerca de 15 a 30 minutos antes
  • Deve deixar-se passar uma hora, após a refeição; porém, se decorrer muito tempo, é melhor ingerir um pouco de pão ou um doce, para evitar a queda dos valores do açúcar no sangue.
  • Antes de entrar na sauna, deve tomar-se um duche de água tépida, esfregando com uma luva de crina e secando bem a pele, no final.
  • À saída, é aconselhável ouro duche de água tépida ou fria, fazendo incidir o jorro das extremidades para o centro. Depois, seque-se bem.
  • Dentro da sauna, coloque-se no banco intermédio ou superior – no mais baixo sobrecarrega-se o coração – deitado de costas ou sentado com os pés no assento, para que todo o corpo permaneça à mesma temperatura.
  • Deve permanecer-se na sauna um máximo de 15 minutos.

Antes de sair, sente-se com os pés em baixo, para que a circulação se adapte à posição vertical e, desta forma, evite o enjoo.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados

Tendências Online Portugal Shopping Online Ignorar