Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos

Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos

Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos

Tornar-se um influencer não é uma decisão pessoal e, por mais que alguns o tentem, acaba por ser impossível
A importância de ser influencer ficou bem patente com acto do Presidente da República, que recebeu vários influencers no Palácio de Belém

Como sempre aconteceu ao longo da vida, com a chegada de novas tecnologias, novos empregos surgem ou, pelo menos, novas possibilidades para os conquistar. Neste caso, com o boom das redes sociais, nasce um novo conceito, como são os influencers. Os influencers são aquelas pessoas que, como o nome indica, podem influenciar a sociedade. Neste caso, através de redes sociais como o Instagram e através do uso de hashtags como TBT, eles alcançam de forma mais directa milhões de seguidores, influenciando de forma positiva.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Sr. Presidente e eu 😎

Uma publicação partilhada por Mafalda Melo e Sampaio (@mafalda.sampaio) a

Ser um influencer é um recurso que todos os dias tentam conseguir mais jovens e, para isso, uma boa maneira de começar é conseguir alguns seguidores no Instagram, pois o início é complicado e, se tiveres uma ajudinha, muito melhor.

As oportunidades dos influencers

Ser um influencer é mais um trabalho. Talvez seja um pouco menos reconhecido, especialmente para a população mais adulta, que a Internet ainda é um pouco desconhecida em cada um dos seus aspectos, mas, no entanto, esses influencers são cada vez mais procurados pelas empresas.

Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos

Devido à forma que têm de se conectar com a população e enviar as suas mensagens, é cada vez mais comum encontrá-los em diferentes campanhas publicitárias ou vê-los sempre em diferentes eventos e promoções, para além das suas próprias redes. Quando uma pessoa tem a capacidade de se conectar com tantos milhões de pessoas, estamos a falar de que pode ter uma difusão em alguns casos, muito mais alta do que algumas plataformas de comunicação tradicionais às quais estamos acostumados.

Desta forma, está-se a tornar comum que muitos desses influencers começam a ter mais relevância do que certos programas de televisão, para que novos modelos de negócios e novas formas de publicidade acabem girando em torno deles.

Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos

Enfim, tornar-se um influencer não é uma decisão pessoal e, por mais que tentem, para muitos isso acaba por ser impossível. Para que alguém acabe triunfando como influencer, precisa de saber como se conectar com as pessoas, além de ser original e ter empatia, pois geralmente quem tenta alcançar com as suas publicações tenta capturar a atenção do público.

A única vantagem em relação a tudo isto é que hoje a tecnologia nos oferece a oportunidade de tentar, já que qualquer telefone de nova geração oferece uma câmara através da qual podemos gravar todos os tipos de aspectos e simplesmente com uma conexão à Internet já estará a compartilhar os mesmos através da rede.

Em suma, hoje em dia não é tão descabido tentar se influencer, porque existem cada vez mais grandes marcas que decidem trabalhar com qualquer um deles. Dessa forma, podemos estar um passo mais perto dos nossos sonhos, fazendo e desfrutando, com o que mais gostamos.

Imagens: divulgação Ser influencer não é uma decisão pessoal…nem para todos . .
Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados